quinta-feira, 30 de novembro de 2023

A CHEGADA INOVADORA DO QPHONE

 


Uma Revolução nas Comunicações e na Tecnologia

O Fim da Era do Telefone Espião:

Um dos aspectos mais atraentes do QPhone é a promessa de dizer adeus à era do “telefone espião”. Esses dispositivos há muito são atormentados por preocupações com privacidade e alegações de vigilância de dados. Com a chegada do QPhone no horizonte, os usuários podem finalmente respirar aliviados sabendo que suas informações pessoais não correm mais o risco de serem utilizadas indevidamente para fins nefastos. Isto marca um ponto de viragem na história das telecomunicações, onde a privacidade do utilizador está em primeiro lugar. 


Um Mundo Sem Monstruosidades:

As torres de telefonia celular são há muito tempo uma fonte de poluição visual, prejudicando a paisagem até dos lugares mais bonitos. O advento do QPhone oferece a possibilidade de eliminar completamente estas estruturas desagradáveis. Com o desenvolvimento do QPhone, a infraestrutura de comunicações se tornará mais simplificada e eficiente, eliminando a necessidade de torres de celular extensas.


Revolução do QPhone:

O QPhone não é apenas um avanço em privacidade e estética. Eles também representam um salto quântico na tecnologia dos smartphones. Esses dispositivos são mais do que apenas telas bidimensionais. São maravilhas tridimensionais da engenharia. Feito com materiais da mais alta qualidade, o QPhone promete uma experiência de usuário incomparável que redefine nossa relação com a tecnologia.


Agentes de Mudanças Financeiras:

O QPhone está prestes a se tornar uma ferramenta essencial para gerenciar nossas finanças. À medida que dependemos cada vez mais de transações digitais, ter um dispositivo confiável e seguro é fundamental. O QPhone foi projetado para atender a essa necessidade, garantindo que a vida diária, o consumo no varejo e as transações comerciais no país e no exterior sejam tão perfeitas quanto possível. Imagine um mundo onde seu smartphone seja sua carteira, banco e consultor financeiro. 

Maravilha de Fabricação de US$ 500 Bilhões:

Desenvolver e produzir o QPhone foi um empreendimento verdadeiramente monumental. A operação de 500 mil milhões de dólares, que abrange três países, tem sido até agora envolta em segredo. Esses dispositivos inovadores foram meticulosamente elaborados e estão atualmente aguardando em armazéns ao redor do mundo, prontos para serem liberados ao público desavisado. 


Acessível a Todos:

Talvez o aspecto mais emocionante da revolução do QPhone seja que esses dispositivos estarão disponíveis gratuitamente para todos. Esta medida sublinha o nosso compromisso com a democratização da tecnologia e com a garantia de que ninguém fica para trás nesta era de rápido avanço tecnológico.


Versatilidade Além da Imaginação:

QPhone é mais do que apenas um smartphone normal. Eles são ótimos para navegar na internet, enviar mensagens de texto e fazer ligações, mas suas habilidades vão muito além do normal. Esses dispositivos são equipados com telas interativas de holograma 3D que redefinem a maneira como você interage com o conteúdo digital. Desde experiências de jogo envolventes até videochamadas realistas, as possibilidades são infinitas.


Nascimento da Nova Internet:

QPhone é mais do que apenas hardware. Eles são a porta de entrada para uma nova era da Internet. O Quantum Financial System (QFS) planeja operar o código trinário e potencialmente a rede 8G para o SATCOM criar sua própria internet. Esta abordagem inovadora de rede promete mais velocidade, segurança e confiabilidade para todos os usuários do QPhone. 


Nas Mãos dos Chapéus Brancos:

Os consumidores não são os únicos ansiosos pelo QPhone. Os white hats de alto nível já possuem esses dispositivos inovadores e estão aproveitando-os. O legado de Steve Jobs continua vivo na forma destes smartphones de última geração, que prometem capacitar indivíduos e organizações na sua busca pela verdade e pela justiça.


Concluindo, a introdução do QPhone representa uma mudança sísmica no mundo da tecnologia e da comunicação. Estes dispositivos de 500 mil milhões de dólares prometem libertar-nos das amarras da vigilância e das torres celulares feias. Estas estão prestes a tornar-se ferramentas essenciais para gerir as nossas finanças e remodelar a forma como interagimos com o mundo digital. 


Com o QPhone no horizonte, estamos à beira de uma nova era de tecnologia que promete um futuro mais brilhante e mais conectado para todos. A revolução do QPhone está prestes a começar. Isto mudará tudo o que sabemos sobre comunicações e tecnologia.


FONTE:

QPHONE






COMPUTAÇÃO QUE IMITA O CÉREBRO

 


Proposta Inicial Para Uma Teoria da Computação Neuromórfica.

Computação Analógica

Está em curso uma busca intensa e mundial por novos materiais para construir chips de computador que não sejam baseados em transistores clássicos, mas em componentes semelhantes ao cérebro, ou neuromórficos, que consomem muito menos energia e podem até funcionar com base na luz, em vez de eletricidade.

Contudo, enquanto a base teórica para os computadores digitais atuais baseados em transistores seja sólida, não existem diretrizes teóricas reais para a criação de computadores semelhantes ao cérebro. E uma teoria que guie as pesquisas está se mostrando absolutamente necessária para colocar os esforços em terreno sólido.

Os computadores digitais são máquinas lógicas e sua programação também é baseada no raciocínio lógico, mas nosso cérebro não é um sistema lógico. Podemos raciocinar logicamente, mas isso é apenas uma pequena parte do que o nosso cérebro faz. Na maioria das vezes, é preciso descobrir como levar a mão a uma xícara de chá ou acenar para um colega ao passar por eles no corredor.

"Muito do processamento de informações que nosso cérebro faz é algo não lógico, sendo contínuo e dinâmico. É difícil formalizar isso em um computador digital, explica o professor Herbert Jaeger, da Universidade de Groningen, na Alemanha. Além disso, nossos cérebros continuam funcionando apesar de "grandes variações no hardware", como flutuações na pressão arterial, na temperatura externa e interna ou no equilíbrio hormonal.

Como é possível criar um computador artificial tão versátil e robusto? O professor Jaeger está otimista: "A resposta simples é: O cérebro é a prova de princípio de que isso pode ser feito." 



Computação neuromórfica precisa de uma base teórica para deslanchar

Efeitos da reconfiguração dinâmica na modelagem de uma "computação fluente", o nome que a equipe dá para a computação analógica que imita o cérebro.

Teoria da Computação Neuromórfica

Poder ser feito e saber como fazer, contudo, são coisas bem diferentes. É aí que o professor Jaeger e seus colegas defendem que está faltando uma teoria que fundamente e dirija os esforços.

"Mesmo os neurocientistas não sabem exatamente como o cérebro funciona. É aqui que a falta de uma teoria para computadores neuromórficos é problemática. No entanto, o campo parece não ver isso," disse o pesquisador.

Mas os primeiros passos já foram dados. Jaeger e seus colegas Beatriz Noheda e Wilfred van der Wiel (Universidade de Twente) desenvolveram um esboço de como deverá ser uma teoria para os computadores não digitais. Eles propõem que, em vez de chaves 0/1 estáveis (os transistores), a teoria deveria trabalhar com sinais analógicos contínuos. E a teoria também precisa acomodar a riqueza de efeitos físicos não-padronizados em nanoescala que os cientistas de materiais estão investigando.

E não é só que não saibamos como o cérebro funciona: Ainda não sabemos como fazer neurônios artificiais direito. "[Os cientistas dos materiais] podem fabricar algo feito de algumas centenas de átomos e que oscilará, ou algo que mostrará explosões de atividade. E eles dirão: 'É assim que os neurônios funcionam, então vamos construir uma rede neural'," exemplifica o pesquisador.

Mas basta tentar fabricar mais desses neurônios que logo se vê que é muito difícil fabricar nanodispositivos desse tipo que sejam idênticos entre si ou que, no mínimo, apresentem o mesmo comportamento, assim como fazemos com os transistores. Por outro lado, uma nova teoria poderá eventualmente mostrar que isto não é necessário, já que tampouco os neurônios do nosso cérebro são cópias de padrão industrial uns dos outros. 


Computação neuromórfica precisa de uma base teórica para deslanchar
Apesar da falta de sustentação teórica para a computação analógica, já existem protótipos avançados, como este que une computação analógica e digital em um único chip.

Esforço Multidisciplinar

A tão desejada teoria que sustente a computação neuromórfica não será uma teoria única, mas será construída a partir de muitas subteorias. "Na verdade, é assim que a teoria da computação digital também funciona: É um sistema em camadas de subteorias conectadas," propõe Jaeger.

Assim, a criação de tal descrição teórica dos computadores neuromórficos exigirá uma estreita colaboração de cientistas de várias áreas, incluindo teóricos e experimentalistas de cada uma delas. "Os cientistas da computação devem estar cientes da física de todos esses novos materiais e os cientistas dos materiais devem estar cientes dos conceitos fundamentais da computação," disse Jaeger.

Fazer a ponte entre a ciência dos materiais, a neurociência, a ciência da computação e a engenharia está no cerne da proposta prática dos três pesquisadores, que estão promovendo a criação de um grupo multidisciplinar, batizado de CogniGron (Centro de Sistemas Cognitivos e Materiais de Groningen). "Todos temos os nossos pontos cegos," declarou Jaeger. "E a maior lacuna em nosso conhecimento é uma teoria fundamental para a computação neuromórfica. Nosso artigo é uma primeira tentativa de apontar como tal teoria poderia ser construída e como podemos criar uma linguagem comum."

Bibliografia:

Artigo: Toward a formal theory for computing machines made out of whatever physics offers
Autores: Herbert Jaeger, Beatriz Noheda, Wilfred G. van der Wiel
Revista: Nature Communications
Vol.: 14, Article number: 4911
DOI: 10.1038/s41467-023-40533-1









terça-feira, 28 de novembro de 2023

BIOECONOMIA

 


O QUE É, IMPORTÂNCIA E O POTENCIAL DO BRASIL 

A Bioeconomia oferece soluções sustentáveis para uma relação mais harmônica entre o progresso econômico e o meio ambiente.

Dentro dessa proposta, o campo reúne conhecimentos em biotecnologia, biologia sintética, química de renováveis e outras áreas para criar produtos e serviços de menor impacto para a natureza.

Energia limpa, plásticos biodegradáveis e alimentos funcionais são exemplos de produtos que seguem essa linha de pensamento.

Quer saber mais sobre esse segmento essencial para o desenvolvimento sustentável? Então, acompanhe o artigo até o fim.

Você vai conhecer conceitos, tendências e impactos da bioeconomia, com destaque para sua contribuição para o futuro da humanidade. 

PONTOS A ABORDAR:

O que é Bioeconomia?

Qual o objetivo da Bioeconomia?

Os 7 maiores benefícios da Bioeconomia

A importância da Bioeconomia para o futuro da humanidade

A Bioeconomia no Brasil

Amazônia: o maior potencial Bioeconômico do mundo

Quais são os maiores desafios da Bioeconomia no Brasil

Como a Bioeconomia pode contribuir com o desenvolvimento sustentável

4 tendências da Bioeconomia no Brasil e no mundo.

Siga em frente e boa leitura! 


O que é Bioeconomia?

Bioeconomia ou economia sustentável é uma área de estudo que propõe um novo modelo de produção, focado em sistemas, produtos e serviços sustentáveis – ou seja, menos dependentes da exploração de recursos naturais.

Esse modelo prevê, essencialmente, a troca de insumos fabricados a partir de combustíveis fósseis e outras fontes esgotáveis por produtos verdes, oferecidos através de materiais e processos que não prejudiquem os ecossistemas.

De Acordo Com a Definição do Sebrae:

“Bioeconomia consiste em iniciativas sustentáveis baseadas na utilização de recursos biológicos renováveis que visam inovar processos e/ou produtos em cadeias produtivas, gerando oportunidades de mercado para os pequenos negócios.”

Dados da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OECD) mostram que esse setor já movimenta aproximadamente 2 trilhões de euros e gera emprego para 22 milhões de pessoas.

E não é à toa.

Afinal, a Bioeconomia apresenta soluções para uma das demandas mais urgentes para a sobrevivência e qualidade de vida da humanidade: a manutenção dos recursos naturais.

Nos modelos econômicos tradicionais, é rara a valorização desses itens, pois a sociedade só começou a se conscientizar sobre os efeitos adversos do consumo desenfreado nas últimas décadas do século 20.

Assim, água, solos, ar, florestas e outros recursos indispensáveis para a vida das espécies que habitam a Terra costumavam ser vistos como meros instrumentos para aumentar o conforto da população e os lucros dos empresários.

Porém, uma série de eventos levou autoridades a voltar sua atenção para a forma como nos relacionamos com a natureza, tendo em mente que seus recursos podem ser esgotados por meio da degradação ambiental, poluição, efeito estufa e outros vilões da atualidade.

Essa é uma das razões para que temas como a bioeconomia, energia sustentável, biotecnologia e consumo consciente ganhassem reconhecimento nos últimos anos.

A tendência é que eles estejam cada vez mais presentes no nosso vocabulário – e no dia a dia. 


Qual o Objetivo da Bioeconomia?

O objetivo da bioeconomia é disseminar o uso de produtos de base biológica, a fim de substituir insumos tradicionais por itens cuja produção respeita os ecossistemas.

A energia limpa, por exemplo, emprega fontes sustentáveis para atender à demanda por eletricidade, dispensando materiais como carvão mineral e petróleo.

Essas fontes não são sustentáveis, uma vez que podem se esgotar, e só se transformam em energia por meio de processos que lançam toneladas de dióxido de carbono na atmosfera.

O resultado é o agravamento do efeito estufa, que mantém o calor na atmosfera, culminando no aumento da temperatura média no planeta – chamado aquecimento global.

Ao mudar as fontes e diminuir a quantidade de CO2 gerada, a bioeconomia tem como propósito reverter ou, pelo menos, retardar o aquecimento global. 


Os 7 maiores Benefícios da Bioeconomia

Ao ler até aqui, já deu para perceber que a bioeconomia corresponde a um campo de estudo bastante amplo, que engloba todas as soluções de base biológica que promovem a sustentabilidade.
Os benefícios de apostar nesse modelo são tão amplos quanto suas soluções.
Por isso, selecionamos algumas para dar uma ideia sobre o impacto que esse campo pode proporcionar.
1. Combate ao aquecimento global
Explicamos, acima, como a priorização de fontes limpas de energia quebra os pilares do aquecimento global, reduzindo a emissão de gases de efeito estufa (GEE).
Dessa forma, a humanidade poderá desfrutar de um menor impacto da produção e consumo sobre as condições climáticas no mundo.
2. Agrega valor para a agricultura
Embora seja essencial para a subsistência, a agricultura nem sempre é valorizada nos territórios, principalmente quando praticada por pequenos produtores.
Com a adesão à bioeconomia, essa prática ganha uma nova função, fornecendo a base para as soluções dos principais problemas do planeta.
3. Preserva a flora e a fauna
Espécies de plantas e animais já deveriam ser prioridade na hora de pensar o desenvolvimento econômico, entretanto, continuam sendo deixadas em segundo plano.
O resultado disso são as extinções e destruição do habitat natural de uma série de espécies, prejudicando a biodiversidade e o equilíbrio ambiental.
A economia sustentável preza pela manutenção da flora e da fauna, ressaltando seu papel crucial para o bem-estar de todos os seres vivos, incluindo os humanos.
4. Propicia o aproveitamento de resíduos
O modelo da bioeconomia propõe que os resíduos sejam vistos sob um novo prisma, pois muitos deles servem como material para gerar novos insumos ou energia.
Assim, é possível diminuir a quantidade de lixo despejada em aterros e na natureza, ao mesmo tempo em que se cria uma fonte rica de matéria-prima.
5. Contribui para a segurança alimentar
A fome ainda faz parte da realidade de milhões de pessoas em todo o mundo.
Segundo a última edição do relatório “O Estado da Insegurança Alimentar e Nutricional no Mundo”, publicado pela ONU em julho de 2020, esse mal atingiu quase 690 milhões de indivíduos em 2019.
Em 2020, o quadro deverá se agravar por causa da pandemia de Covid-19, levando mais de 130 milhões a passar fome de maneira crônica.
Virar esse jogo e garantir a segurança alimentar para todos depende de esforços em prol do desenvolvimento sustentável, e a bioeconomia é um caminho para isso.
6. Democratiza o acesso à energia
Em 2019, o Banco Mundial alertou que mais de 10% da população mundial (cerca de 800 milhões de pessoas) não contavam com acesso à eletricidade.
Esse fator exclui as pessoas de viver com o mínimo conforto, desfrutando de iluminação noturna, de um banho quente ou do auxílio de aparelhos eletrodomésticos.
Suprir essa demanda, levando a eletricidade a locais remotos, é um desafio que requer soluções criativas como as propostas da economia sustentável.
7. Concilia progresso e desenvolvimento social
As alternativas formuladas pela bioeconomia incentivam o desenvolvimento das comunidades, sem provocar efeitos negativos sobre o meio ambiente.
Desse modo, elas ressaltam que é possível avançar, aumentar a produção e crescer, mas não prejudicando os ecossistemas e sem esgotar solos e outros recursos naturais. 

A Importância da Bioeconomia Para o Futuro da Humanidade
Para falar sobre a importância da bioeconomia para o futuro, vale observar a declaração dada pelo doutor em Ecologia e autor de livros sobre educação ambiental, Genebaldo Freire .

UM SABICHÃO:
Veja o que ele falou em reportagem publicada no site da EBC, ilustra a necessidade de corrigir a rota e adotar um modelo econômico que priorize a preservação ambiental:
“Nós estamos vivendo uma falha de percepção e temos algumas evidências objetivas que comprovam isso: nós dependemos de água pra tudo e qual é o nosso comportamento? Desperdício, consumismo, poluição e desmatamento, e isso tudo numa pressa danada, com uma população que cresce em 75 milhões de pessoas a cada ano no mundo.”

Ao focar o debate na questão da água, o especialista sinaliza que a destruição desse recurso é a base para uma série de outros problemas.
No Brasil, onde a maior parte da energia (cerca de 60%) vem das hidrelétricas, a escassez de água já provocou graves crises, levando a episódios como o racionamento para os moradores de São Paulo e região metropolitana, em 2015.
A agricultura é mais um setor bastante impactado, uma vez que é responsável por 70% da água consumida no país.
E, sem condições para a agricultura, a oferta de alimentos fica seriamente ameaçada.
Um dos fatores que contribui de forma decisiva para a falta de chuvas e a diminuição no nível das reservas aquáticas é o desmatamento, que vem modificando vegetações como o cerrado brasileiro, presente na Região Centro-Oeste, onde há diversas nascentes de rios.
Com a retirada da vegetação nativa, essas nascentes ficam desprotegidas, diminuindo a capacidade de o solo absorver, guardar e injetar água nos rios.
Essa dinâmica também provoca a redução na quantidade de chuvas e o aumento nas temperaturas, contribuindo para o aquecimento global.
Um dado alarmante foi divulgado ainda em 2007, por meio do 4° Relatório do Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC), que previu a elevação da temperatura média da Terra entre 2ºC e 5,8°C, ainda no século 21.
Onze anos depois, a atualização do documento, elaborado pela ONU, revelou que, caso a temperatura aumente acima de 1,5°C, a expectativa é que, até 2050, mais de 350 milhões de indivíduos enfrentarão períodos de seca no mundo.




A Bioeconomia no Brasil 

O tema começou a ser conhecido no país na década de 1970, quando o governo federal lançou o Programa Nacional do Álcool (Proálcool) para diminuir a dependência da gasolina e outros derivados de petróleo no setor de combustíveis.
A mudança foi motivada pela crise do petróleo, que fez o preço dos barris dispararem, limitando o acesso a esse recurso.
Por outro lado, a crise acabou despertando as autoridades para as vantagens dos bioprodutos, a exemplo do etanol.
Contudo, as pesquisas relacionadas à bioeconomia não receberam muitos incentivos, o que acabou paralisando o avanço dessa estratégia, mesmo que o país tenha a maior variedade de espécies da flora (cerca de 43 mil) e fauna (por volta de 103 mil) do planeta.
Essa biodiversidade representa grande potencial para investir e até liderar as transformações necessárias para aumentar a adesão à economia sustentável.
Para isso, é vital o apoio e investimento em pesquisas e na sua integração com a indústria nacional, a fim de substituir a priorização de commodities pela de produtos de maior tecnologia agregada.
Amazônia: o maior potencial bioeconômico do mundo
De acordo com o Ministério do Meio Ambiente, 20% da quantidade total de espécies existentes no mundo está no Brasil, grande parte delas na Amazônia.
Essa é uma das razões para entidades nacionais e internacionais lutarem pela proteção da floresta, a fim de limitar queimadas e outras modalidades de desmatamento em prol da agricultura e da pecuária.
O que muita gente não sabe é que, junto à biotecnologia, as espécies da Amazônia são capazes de gerar riquezas em diversos formatos, inclusive para empresas que decidam explorar sua biodiversidade para descobrir novas funções para elas.
Atualmente, já há mais de 245 espécies da flora nacional utilizadas como base para cosméticos e biofármacos, acompanhadas por 36 espécies de plantas que servem de base para fitoterápicos.

Com o reforço de uma industrialização nos moldes da bioeconomia, há espaço para mais descobertas como essas, realizadas sem prejudicar a floresta.
Esse é o propósito do projeto Amazônia 4.0, que quer unir todo esse potencial à indústria 4.0, que dispõe de modernidades como a robótica, automação e internet das coisas.
Caso tenha sucesso, a iniciativa pode conferir um papel de destaque ao Brasil. 

Quais São os Maiores Desafios da Bioeconomia no Brasil?
Nos últimos tópicos, comentamos a necessidade de unir o potencial da biodiversidade às inovações industriais, a fim de construir formatos sustentáveis na produção de bioprodutos nacionais.
Essa estratégia seria mais simples de implementar se houvesse incentivo por parte da política adotada em relação ao meio ambiente e ao desenvolvimento de insumos.
Nesta reportagem do Nexo, duas especialistas explicam que, nos últimas décadas, o Brasil deixou as pesquisas de lado e aumentou a exportação, o que teve efeitos sobre os incentivos para a descoberta de novos bioprodutos.
Eles costumam ser encontrados após várias tentativas e análise de possíveis aplicações para seus componentes.
Já se sabe que a soja, por exemplo, possui uma substância empregada para mitigar sintomas da menopausa, chamada isoflavona.
Sua produção exige investimentos em tecnologia de ponta, que ainda está pouco disponível na indústria nacional.

Como a Bioeconomia Pode Contribuir com o Desenvolvimento Sustentável?
A bioeconomia serve como ferramenta para alcançar 6 dos 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) estabelecidos pela Agenda 2030.

ATENÇÃO:
Esse projeto foi construído durante a Cúpula das Nações Unidas sobre o Desenvolvimento Sustentável, em 2015, com a proposta de transformar as condições dos países até 2030. E DE LÁ PRA CÁ MUITAS COISA MUDARAM.

Erradicação da fome, promoção da paz e justiça e combate à crise climática são prioridades que inspiraram os ODS.
Empregando a bioeconomia, as nações terão um caminho para cumprir com:
ODS 7: Assegurar o acesso confiável, sustentável, moderno e a preço acessível à energia para todos
ODS 9: Construir infraestruturas resilientes, promover a industrialização inclusiva e sustentável e fomentar a inovação
ODS 11: Tornar as cidades e os assentamentos humanos inclusivos, seguros, resilientes e sustentáveis
ODS 12: Assegurar padrões de produção e de consumo sustentáveis
ODS 14: Conservação e uso sustentável dos oceanos, dos mares e dos recursos marinhos para o desenvolvimento sustentável
ODS 15: Proteger, recuperar e promover o uso sustentável dos ecossistemas terrestres, gerir de forma sustentável as florestas, combater a desertificação, deter e reverter a degradação da terra e deter a perda de biodiversidade. 

4 Tendências da Bioeconomia no Brasil e no Mundo
Agora que você já tem uma ideia sobre o potencial da economia sustentável, conheça 4 pilares que deverão continuar impulsionando essa área nos próximos anos.
Economia circular
A economia circular inverte a lógica linear de produção e consumo, estendendo a vida útil dos materiais.
Em vez de descartá-los após o primeiro uso, essa nova lógica propõe que sejam reutilizados, consertados, transformados e reciclados, diminuindo o lixo lançado no meio ambiente e a energia necessária para produzir novos itens.

Transformação de Resíduos
Além da reciclagem e reuso propostos pela economia circular, resíduos orgânicos também podem servir como matéria-prima para gerar bioprodutos e energia.
Óleo vegetal e restos de madeira são alguns dos resíduos que atendem a essa demanda, podendo ser usados como biomassa para viabilizar uma série de processos. 

Biotech
A biotecnologia está na raiz das técnicas preconizadas pela economia sustentável para aproveitar o potencial da biodiversidade.
Ela engloba desde métodos simples, como a fermentação, até dinâmicas complexas como o melhoramento genético, usado para aumentar a eficiência na agricultura.
A biotech viabiliza a produção de matérias-primas biodegradáveis, servindo para fabricar produtos diversificados, como tecidos.
Também desenvolve soluções de despoluição de recursos naturais, através de microrganismos e algas. 

Energia Limpa 
A energia limpa é aquela proveniente de fontes sustentáveis e cujos processos de produção não liberam gases tóxicos na atmosfera, como o CO2.
Solar ou fotovoltaica, eólica, hidráulica, geotérmica e maremotriz são exemplos dessas modalidades energéticas, que têm a capacidade de substituir os combustíveis fósseis na demanda por energia em todo o planeta. 

Conclusão
Neste artigo, exploramos as aplicações, exemplos e a importância da bioeconomia.
Unindo caminhos sustentáveis e crescimento descentralizado, esse modelo fomenta a construção de uma sociedade mais consciente, que alinhe seu progresso à preservação dos ecossistemas. 

Mas esse desenvolvimento sustentável requer investimento de tempo, capital intelectual e dinheiro para que se torne comum entre as nações, resultando em um impacto mais abrangente. 

FONTE:  BLOG FIA


Ao ler esse artigo, analise novamente e confira se você concorda e acha que o texto acima está correto. 
É  seu direito.






sábado, 25 de novembro de 2023

T-LIG GROUP

 


QUEM SOMOS ?

Viemos dar uma resposta aos milhões de clientes que trocam de operadora anualmente em busca de melhor atendimento e melhores serviços com preços justos.

https://t-lig.com.br/sobre/


Estamos entrando em todas as cidades do Brasil para entregar uma melhor experiência para todos. 

FAZEMOS O OPOSTO DA TELEFONIA  CONVENCIONAL.

A T-LIG nasceu de uma oportunidade de mercado marcada pela insatisfação do consumidor. Por isso, nos propomos a executar nossas ações e operar nossos serviços de forma completamente diferente da velha telefonia. Fazemos diferente pois queremos fazer diferença na vida dos nossos usuários.


DO JEITO QUE VOCÊ ENTENDE!! 

Entendemos que nem todos os consumidores ou parceiros têm familiares com tecnologia ou com termos técnicos. Por isso, nos comunicamos com clareza e explicamos tudo o que não for compreendido. Dessa forma, nossa mensagem poderá ser retransmitida sem ruídos ou enganos.




BENEFÍCIOS

Benefícios Gratuitos
Ao contratar um plano T-LIG você tem acesso a vários benefícios gratuitos.



+ Saúde 24h
+ Saúde 24h – Atendimento realizado por enfermeiros com suporte médico. 



Sorteio + Seguro
Sorteio semanal de R$ 10.000,00 + Seguro morte acidental, Invalidez permanente total ou parcial por acidente. 



Assistência ao Veículo 24 horas + Seguro
Assistência ao Veículo (condutor) 24 horas + Seguro morte acidental, Invalidez permanente total ou parcial por acidente.



Assistência Domiciliar + Seguro
Assistência Domiciliar 24 horas + Seguro morte acidental, Invalidez permanente total ou parcial por acidente.


ESCOLHA DE BENEFÍCIO 
Informe o número da linha T-LIG para fazer a escolha do benefício gratuito.  A escolha do benefício é opcional, e em caso de escolha, será mantido por 6 meses desde que o pagamento do plano esteja em dia. Após esse período, poderá trocar por outro benefício. A validade do benefício inicia 90 dias após o pagamento da adesão, com o pagamento da primeira recarga, de acordo com a data de expiração do plano.






O único custo que você tem é com seu plano e nada mais.
O chip tem custo de R$ 15,00 e o frete é por nossa conta.
APROVEITE!!


Planos a Partir de R$ 49,90
Pacotes completos com muitas vantagens e benefícios 


CONHEÇA NOSSOS PLANOS
Eu gostei desde o início quando conheci.. e logo fiz contato. Se você leu ate aqui imagine quando conhecer tudo... fale com eles pelo formulário...

VAMOS CONVERSAR ?
Envie-nos uma mensagem e entraremos em contato com você em breve para explorar como podemos trabalhar juntos.



Vantagens que só a T-LIG entrega. O que você paga é entregue 100% a você.

Sem Análise de Crédito
A T-LIG é para todos. Você consegue plano com muita facilidade.


WhatsApp Grátis
Com a T-LIG você tem WhatsApp totalmente grátis pra ficar de papo com os amigos 


INTERNET 4G SEM CORTES
Seu plano esgotou? Na T-LIG você continua navegando em velocidade reduzida mesmo depois de ter utilizado toda sua internet.



INTERNET ACUMULADA 
Utilize tudo que pagou. Sobrou internet?
Com a T-LIG sua internet acumula mês a mês.


COBERTURA NACIONAL 
De norte a sul, faça chuva ou faça sol!
A T-LIG tem uma das maiores coberturas do Brasil.


PLANOS SEM FIDELIDADE
Adeus contratos intermináveis! Com T-LIG você tem liberdade, sem letras miúdas e sem complicação. 


RECEBA EM CASA 
Na contratação de qualquer plano, você recebe seu CHIP em casa com FRETE GRÁTIS.


ESCOLHA SEU PLANO + BENEFÍCIOS GRÁTIS 
Todos os planos são com ligações para fixo e celular, de qualquer operadora e DDD

**PROMOÇÃO VÁLIDA ATÉ 31 DE JANEIRO**




E A CEREJA DO BOLO, O MELHOR DE TUDO QUE A T-LIG TE OFERECE, UM DIFERENCIAL SEM IGUAL:
"SEGURANÇA"









VAMOS CONVERSAR ?
Envie-nos uma mensagem e entraremos em contato com você em breve para explorar como podemos trabalhar juntos.






TÁ ESPERANDO O QUÊ? 🤨
Faça parte de desta nova telefonia.😉
Utilize tudo que pagou. Sobrou internet?
Com a T-LIG sua internet acumula mês a mês. 🚀📞




E MAIS...







segunda-feira, 20 de novembro de 2023

PROJETOS MARAVILHOSOS SUGESTÃO 02

 


SUGESTÃO PROJETO 02 

Projeto Humanitário de Elevação para Paraplégicos e Deficientes

Introdução

Sou paraplégico com experiência substancial em comunicação e habilidades gerenciais para executar este projeto com sucesso. 

O projeto envolve a assistência e a elevação da comunidade de deficientes e paraplégicos na África do Sul, que foram deixados na miséria e negligenciados devido à impossibilidade de conseguir um trabalho devido ao facto de as cadeiras de rodas estarem fora do seu alcance económico.

Declaração de Visão

Viajamos por toda a grande África Austral, incluindo Namíbia, Botswana, Zimbabué e Moçambique, para entregar cadeiras de rodas de primeira classe e acessórios para deficientes aos deficientes isolados e necessitados.


Declaração de Missão

Ao adquirir um veículo recreativo (RV) potente com um grande trailer com estoque e acessórios adequados para cadeiras de rodas de fibra de papelão, viajar por meio de roadshows e entregá-los diretamente na porta da pessoa afetada. 

Objetivos e Estratégia
1. Compre um trailer todo-o-terreno e um grande trailer fechado e estanque de rodas duplas para acessar todos os terrenos da África. 

2. Assine e escreva o trailer e o trailer para aumentar a visibilidade para marketing e promoção do projeto. 

3. Adquirir um armazém para estoque de produtos importados na região da Grande Cidade do Cabo para ficar próximo ao porto de importação dos produtos. 

4. Contrate uma equipe de marketing para que as pessoas com deficiência encontrem a organização sem dificuldades. 

5. Contratar uma equipe de Relações Públicas para se conectar com os deficientes dispersos para a montagem de roadshows cronológicos para entregar o equipamento pessoalmente na porta dos deficientes. 

6. Contratar um assistente de viagem que possa ajudar na comunicação na estrada, cozinhar, descarregar e administrar o projeto durante a viagem.

Resultado Desejado

Este projeto irá restaurar os deficientes desamparados de volta à sociedade com dignidade.

Crescimento Futuro

Duração Prevista do Projeto: em andamento.

Considerações Especiais

Sou deficiente e minha paixão absoluta é viajar e conhecer pessoas. Conhecer pessoas com deficiência seria um grande benefício tanto para mim como para os deficientes.

Tenho competências de gestão para este projeto, pois tive os meus próprios negócios, incluindo uma empresa de transportes.



Grupos Alvo

Meus grupos alvo são os seguintes:

● Os Indigentes e Deficientes em toda a África Austral.
● A Velhice/Aposentados. 


Pessoal Necessário

● Equipe de Relações Públicas.
● Gerente de Compras/Logística para encomenda de cadeiras e acessórios.
● Gerente Geral.
● Assistente itinerante de road show.

Financiamento Necessário

Inicial para construção, estoque, trailer e trailer: R50 milhões
Custos operacionais com despesas gerais, reabastecimento de estoque de cadeiras/acessórios, salários, custos operacionais e consumíveis na estrada: R20 milhões por mês (R240 milhões por ano). 


Comentário Final

Este projeto é crucial para os idosos e deficientes carentes. 

Este projeto dará dignidade e auto estima aos necessitados e restaurará o indivíduo na sociedade, ao mesmo tempo que cuida dos idosos nos seus últimos dias.

Observe que tenho um profundo apreço por esta incrível oportunidade de presente. 

Foi-me dada a oportunidade de mudar o nosso mundo para melhor com a sua ajuda.

VEJA TAMBÉM

VEJA VIDEO












EUCALIPTO ARCO-IRIS

  O  EUCALIPTO   A R C O - Í R I S  se destaca pelo colorido do seu tronco, de grande porte, podendo alcançar até 30 metros de altura. Suas ...