terça-feira, 31 de janeiro de 2023

INFORMATIVO 07

 


¨¨˜"°º★¸.•´★¸.•*´¨) MOMENTO RELAX...¨¨˜"°º★¸.•´★¸.•*´¨)

UM POUCO DE SOM, MÚSICA, ALEGRIA, RELAXAMENTO FAZ BEM,

ESCOLHA AS SUAS PREFERIDAS, PORQUE A VIDA NÃO É SÓ TRABALHO...

MÚSICAS NOBRES

Beethoven's 5 Secrets - OneRepublic - The Piano Guys

https://www.youtube.com/watch?v=mJ_fkw5j-t0


Titanium / Pavane (Piano/Cello Cover) - David Guetta / Faure - The Piano Guys

https://www.youtube.com/watch?v=fz4MzJTeL0c


Hallelujah - Instrumental (Cover) | Piano Violin Cello

https://www.youtube.com/watch?v=RQuX0B0-AwQ


Hallelujah for violin and piano (COVER)

https://www.youtube.com/watch?v=y4-7fqaDj4c


Sound of Music | Central Station Antwerp (Belgium)

https://www.youtube.com/watch?v=7EYAUazLI9k


Rivieratur - Jerusalema Challenge

https://www.youtube.com/watch?v=ow4_YbkDEs8


JERUSALEMA SONG NEPTUNE HOTELS KOS GREECE

https://www.youtube.com/watch?v=lZsFpTcc3dM


Jerusalema Dance Challenge by Comlux Kazakhstan

https://www.youtube.com/watch?v=kI8fOZC7XN0


August Rush (Last Scene) - August's Rhapsody

https://www.youtube.com/watch?v=Ow0R7n94hzI


DUO UNITY | Dinner Show "ARoma" 2016 Belgium | Duo Cyr Wheel 

https://www.youtube.com/watch?v=3o7pb6nVPVQ

Vellai Krisztina légtornász produkció szalagavató 2018

https://www.youtube.com/watch?v=1tdX0DYK2Jk&t=16s

VERSATILE ASSASSINS | Human | Aerial Straps over Salida, Colorado 

https://www.youtube.com/watch?v=cgHk5wRvC-w

Dance for me - Wallis. Aerial Straps Duo by Viktor Hladchenko and Lilia Krylova. Circus performance

https://www.youtube.com/watch?v=GCVvZ8mCqsY

Aliona&Bruno|| Total eclipse of the heart (Audio Swap)

https://www.youtube.com/watch?v=Ah0p80P2sEM

Alexandra Trusova | QUAD's QUEEN

https://www.youtube.com/watch?v=u_4yDcZEnZU

GIPSY KINGS "VOLARE " | Penelope Cruz

https://www.youtube.com/watch?v=7saGjFWyA5Q

O clássico italiano Volare com legendas em português

https://www.youtube.com/watch?v=hzm3erHnghE

10 Musicas Italianas Inesquecíveis ...

https://www.youtube.com/watch?v=5IJJO8NM5OA



MÚSICAS RELAXANTES 

432 Hz - Deep Healing Music for The Body & Soul - DNA Repair, Relaxation Music, Meditation Music

https://www.youtube.com/watch?v=eWLVBP3VrO4&t=704s

432Hz - Whole Body Regeneration - Full Body Healing | Emotional & Physical Healing

https://www.youtube.com/watch?v=zjl-aQrWZJs

Universal Healing Frequency and Natural Pain Relief (Music Therapy), 528Hz, Massages The Brain

https://www.youtube.com/watch?v=wTysFFgtKjc

Attracting Love Into Your Life * Abundance of Feelings * Wealth of Positive Emotions

https://www.youtube.com/watch?v=qJArnzu2Bxg


The most beautiful melody in the world!
You can listen to this music forever! Great music Sergey Gri

https://www.youtube.com/watch?v=vc3RWaHNKkc


Adormeça rapidamente * Cura para transtornos de ansiedade e depressão * Esqueça os pensamentos negativos...

https://www.youtube.com/watch?v=gmtQnZ14yo8

Relaxing music relax mind fresh nacher sound

https://www.youtube.com/watch?v=LvNfKemN-iU

Relaxing Piano Music - Sleep Music, Water Sounds, Relaxing Music

https://www.youtube.com/watch?v=G6d2AOcAp0c

Relaxing music  Sleep Music  Stress relief Music, Spa, Meditation, Yoga, sleeping music 

https://www.youtube.com/watch?v=7cu4sQhWsBw

Yamakura Sakura 4K (Relaxing, Nature, Calming Music, Meditation, Sleep, 60 Minutes)

https://www.youtube.com/watch?v=rW6UiK1SYIM

Waterfall River Nature Sounds with Beautiful Relaxing Piano Music - Water Sounds Relaxing Music

https://www.youtube.com/watch?v=HGMk_KXT11o

100 Greatest Instrumental Hits - Gold Instrumental Music to Listen

https://www.youtube.com/watch?v=V-znVcEJtkk

Música relaxante, terapia cerebral com som natural, relaxamento do sono, insônia...

https://www.youtube.com/watch?v=l4TbRZ5zuQI

Calming Music For Sleep

https://www.youtube.com/watch?v=4BUntIX347I

Music for the soul. You can listen to this music forever! The best compositions of Sergey Grishchuk

https://www.youtube.com/watch?v=RWjPJVcbay0

Relaxing Music - Relax and listen to the melody / Music for Sleep, Study, Work or Relax.

https://www.youtube.com/watch?v=hPX-43ZfDRA

The Best Celtic Mystique Music for Deep Relaxation by E. F. Cortese.

https://www.youtube.com/watch?v=iHFy98hLPRw&t=321s

4 Hours Of Relaxing Music - Piano Music - Study Music - Immerse Yourself In Nature With Soul Relax

https://www.youtube.com/watch?v=Q_v85IQJI2w

THE 400 MOST BEAUTIFUL MELODIES IN GUITAR HISTORY - GOLDEN INSTRUMENTAL MUSIC TO FOR LISTEN

https://www.youtube.com/watch?v=4ZrtTQHfZeY

Pra Se Emocionar  - As músicas instrumentais e temas de filmes tocadas nas rádios do Brasil 1960-1980

https://www.youtube.com/watch?v=PvHVMnl3mzs

Mantovani And His Orchestra - And I Love You So, The Very Thought Of

https://www.youtube.com/watch?v=f4bmxdkWJFA

Hanine - Arabia, Violin and Dance show

https://www.youtube.com/watch?v=ICUb7y1QCXs

The Most Beautiful Version of "Hallelujah" You Have Ever Heard

https://www.youtube.com/watch?v=dLk9pzmaFHY

Hallelujah performed by Cello Choir

https://www.youtube.com/watch?v=jk6HmML_M4A

Once Upon A Time In The West (Ennio Morricone) cover

https://www.youtube.com/watch?v=USK1VjV-nO8

Only time, Enya - String quartet cover - Quartetto Arkimia

https://www.youtube.com/watch?v=_iKCDFlN69U

GLADIATOR - Now We Are Free (Cover Benedetta Caretta)

Enya - If I Could Be Where You Are (Norway)

Sarah Brightman Dust In The Wind

The Phantom of The Opera' Sarah Brightman & Antonio Banderas

Sarah Brightman & Andrea Bocelli - "Time To Say Goodbye"

Sound of Silence - Dana Winner, Simon and Garfunkel

SARAH BRIGHTMAN - FIRST OF MAY (Bee Gees ) - CHRISTMAS IN VIENNA 1997

Hallelujah - Shona McGarty Takes Leonard Cohen's Classic to 'The Fourth, The Fifth' & Beyond!
🔥🙏🌟

Hallelujah Leonard Cohen - Andre Rieu - 2013

HAVASI — Prelude | Age of Heroes (Official Concert Video)

Gladiator soundtrack | Gladiator theme | | Indigo Choir (HQ Live)

Helene Fischer, Rea Garvey - Hallelujah (Live - Die Helene Fischer Show )

Notre Dame de Paris - Garou - Belle (Live)

Notre Dame De Paris - BELLE - Garou, Daniel, Lavoie & Patrick Fiori

Coral cantando no shopping, é de arrepiar! 😍

TAP e Aeroporto de Lisboa ao rubro 23 DEC 2009 TAP and Lisbon Airport DAnce Frenzy 23 Dec 2009

Sound of Music | Central Station Antwerp (Belgium)

Flashmob Samba Teaser - 
Festival des 25 ans de Samba Résille 24 et 25 juin 2017

RIVERDANCE

Zorba - Choreography

Strauss: El Bello Danubio Azul / Sinfónica Ciudad de Zaragoza

Eugen Doga - Waltz of Love.¨¨˜"°º★¸.•´★¸.•*´¨)

DUO UNITY | Dinner Show "ARoma" 2016 Belgium | Duo Cyr Wheel 










INFORMATIVO 06

 


Envie seu Projeto Humanitário, Social ou de Empreendedorismo para o Redemption Project

Se você deseja apresentar projetos para Redemption, ou seja, tudo o que está relacionado aos Fundos Reset, RV, GCR e Prosperidade dedicamos esse canal a você.

Portanto, saiba que há muito desconhecimento para acessar esses recursos que só estarão à disposição dos Titulares que possuam os Bens (títulos ou notas numismáticas ou de cobrança) a serem resgatados/pagos pela Redenção.

É através da  Redemption Project (Obrigacionistas-Benfeitores- Humanitários) que seus projetos Humanitários, Sociais e Empreendedores são apresentados à Redenção. E se o seu projeto for aprovado, eles lhe darão o dinheiro para realizar o projeto.

O melhor é que estes Fundos de Resgate de Reavaliação Monetária são Fundos NÃO Reembolsáveis.

Além disso, ainda há muita pouca informação oficial e pública sobre que tipo de projetos pode ser apresentados e como eles serão qualificados para serem elegíveis a esses fundos. E em que formato abrem para serem entregues.

ATÉ HOJE NÃO EXISTE INFORMAÇÃO DE FÁCIL ACESSO INDICANDO QUAIS ORGANIZAÇÕES RECEBERÃO SUA PROPOSTA DE PROJETO, OU EM QUE FORMATO DEVE SER ENTREGUE.

HÁ ALGUM TEMPO ME CHEGOU ESSA INFORMAÇÃO QUE COMPARTILHO AGORA COM VOCÊS.

Os projetos que podemos apresentar aos fundos de prosperidade devem atender a essas 3 características principais para serem aprovados, caso contrário serão rejeitados.

1. Para Ajudar e Beneficiar a Sociedade.

2. Melhorar a Qualidade de Vida das Pessoas.

3. Eles Não Podem Estar Relacionados a Programas Políticos ou Governamentais.

Agora convido você a compartilhar sua melhor Ideia de Projeto e compartilharei com você informações sobre o Formato Oficial para aplicar aos recursos econômicos dos Fundos Mundiais de Prosperidade GESARA.

A sua Ideia do seu projeto Humanitário, Social ou Empreendedor deve ser explicada em no máximo 9 ou 12 linhas, não mais por favor, seja curto e conciso. Direcione a flecha para o peito.

Além disso, destaca os melhores aspectos para que seja o mais inovador possível e não igual ao que sempre foi feito; que não gere valor, não contribua realmente para a sociedade e não contribua para o crescimento econômico das pessoas e da comunidade da área de influência do empreendimento.

Apenas os projetos que atenderem moderadamente a esses requisitos serão publicados para conhecimento de todos, e para que sejam comentados e avaliados pelas pessoas.

E acima de tudo para servir de guia e inspiração para outras pessoas que queiram apresentar seus projetos e obter verbas do Redemption.

Quando os Fundos Mundiais de Prosperidade chegarem, vou apoiá-lo para obter esses recursos e executar o projeto dos seus sonhos.

Preencha as informações a seguir para que você possa acessar TODAS AS INFORMAÇÕES e possa preparar seu projeto com o Formato Oficial.

Este formato é o mais utilizado mundialmente pelas organizações responsáveis pela entrega e execução de fundos de resgate global.

Como confio em você e sei que fará o possível para contribuir com a humanidade executando a Ideia do seu projeto, então basta seguir estes 3 passos:

PRIMEIRO

No seu celular, entre no seguinte grupo do Telegram @RedemptionProject e participe com INFORMAÇÕES GRATUITAS 2023 para Preparar Seu Projeto aplicando o formato OFICIAL .

Se você não tem o Telegram instalado no seu celular, faça-o agora e não perca a oportunidade de ajudar seu próximo, seus entes queridos e a si mesmo.

SEGUNDO

Mostre-se um verdadeiro conhecedor da Ideia do Seu Projeto que deseja executar para que obtenha os fundos não reembolsáveis, escreva as seguintes informações como se sua vida dependesse disso, aplique amor ao próximo, a quem você deseja apoiar e beneficiar:

Parágrafo 1º: Descreva o que o projeto faz e/ou contribui de forma macro, concreta e direta. Em 3 ou 4 linhas no máximo.

Parágrafo 2º: Descreva com o que e/ou para quem o projeto contribui, qual grupo social se beneficia com a realização do projeto. Quem vamos ajudar ou quem são os beneficiários. Em 3 ou 4 linhas no máximo.

Parágrafo 3º: Descrever como o projeto contribuirá para o desenvolvimento social e econômico da área de influência do projeto. Como o projeto vai apoiar para que eles sigam em frente e tenham um futuro melhor. Em 3 ou 4 linhas no máximo. 

TRÊS EXEMPLOS QUE O AJUDARÃO E SERVIRÃO DE GUIA:

PROJETO 1: Saúde Natural e Bem-Estar Humano para Crianças e Idosos Pobres

Prestar o serviço de saúde natural a crianças e idosos carenciados, através da aplicação de terapias naturais como o Biomagnetismo, a Bioenergética e a Biovibração; e outras terapias naturais relacionadas.

Oferecer o serviço de bem-estar humano a crianças carentes e idosos, através da oferta de três comidinhas diárias em refeitórios, fornecimento de roupas de acordo com o clima e contato com a natureza que os beneficiará com ecoterapia e banhos de floresta.

Os ser viços a serem oferecidos contribuirão para a ajuda humanitária na cidade de Quito e arredores, o que contribuirá para o desenvolvimento social e crescimento da economia local. Além disso, é nosso dever contribuir para o bem-estar da humanidade e ajudar o progresso integral da área de influência do projeto.

PROJETO 2: Resgate, Fortalecimento e Valorização do Artesanato em Madeira

A motivação é potencializar o artesanato de móveis de madeira e seus derivados, sem perder nossa identidade e essência, para nos diferenciar do resto da concorrência (interno-externo) com características particulares que nos tornam representantes de Rio de Janeiro - Brasil (Escola Padrão) , com alto valor cultural e identidade própria.

Isso será feito estabelecendo com o propósito de RESGATE, FORTALECIMENTO E VALORIZAÇÃO DO RAMO MADEIRA, para executar uma mudança nas cadeias de valor deste ramo que está profundamente enraizado em nosso país através de ações onde se obtém impacto; SUSTENTÁVEL, RESILIENTE, GERADORA DE FONTES DE EMPREGO, JUSTO E AMIGO DO MEIO AMBIENTE, através da aplicação de BPM, BIG DATA e outros.

Consolidar um núcleo produtivo da indústria madeireira, promovendo o associativismo empresarial. Facilitar a especialização na produção e a geração de economias de escala. Definir claramente as áreas florestais e a sua produção, fortalecer as empresas que se dedicam à atividade, promovendo processos de transformação nas diferentes zonas do país que possam ser replicados.

PROJETO 3: Moradia Digna para Vítimas de Deslocamento Forçado

Oferecer moradia às vítimas do conflito armado e do deslocamento forçado, o que contribuirá para melhorar a qualidade de vida em nível emocional, espiritual, mental, físico e material de milhares de famílias em todo o território colombiano, que até agora só conheceram a violência, dor e sofrimento.

Por ora, contribuir para a felicidade, segurança e estabilidade que o ser humano sente quando tem um lar digno, em território seguro. Desde que testemunhamos a dor e o sofrimento de nós mesmos e de nossos compatriotas; por isso, somos movidos pela ideia de ajudar quem tem pouco ou nada.

O plano de habitação social permitirá resolver física e emocionalmente a necessidade básica e primária do ser humano, como ter uma habitação condigna e num local seguro para ele e o seu grupo familiar. Além disso, ajudará a gerar centenas de milhares de empregos, o que proporcionará renda para quem não tem devido ao deslocamento e ao conflito armado, e melhorará as condições de renda de quem tem, mas não tem o suficiente para sua vida necessidades básicas.

TERCEIRO

Compartilhe sua Ideia de Projeto e cadastre -se na lista de e-mail para receber informações confidenciais relacionadas ao Redemption, GESARA e Fundos de Prosperidade para que você possa obter recursos financeiros não reembolsáveis e executar seu projeto.






domingo, 29 de janeiro de 2023

INVENTÁRIO

 


A FORMA CERTA DE FAZER INVENTÁRIO NO CARTÓRIO

Conheça a melhor maneira de dividir os bens de alguém que faleceu!

(Tempo aproximado de leitura: 7 minutos)

Dúvidas sobre como realizar o inventário diretamente no cartório, de forma fácil e resolvendo o assunto em algumas semanas?

Após o falecimento de um familiar, muitas pessoas se sentem perdidas sobre como realizar a divisão de bens do falecido.

Essas pessoas acabam demorando a dar entrada no processo de inventário por achar que ele é lento, difícil e burocrático.

Em muitas situações ele pode ser, como nos casos em que se demora mais de 10 anos para dar entrada no processo, ou quando se escolhe um advogado que não tem experiência em inventários.

Nesses casos, o processo pode durar longos anos por pequenos erros que poderiam ter sido corrigidos facilmente.

Mas nesse artigo nós vamos te apresentar uma forma pouco conhecida de realizar o inventário no cartório de maneira fácil, rápida e com um custo muito menor!

VOU TE CONTAR:

O QUE É UM INVENTÁRIO?

QUEM PODE FAZER INVENTÁRIO NO CARTÓRIO?

QUAL O PRAZO PARA DAR ENTRADA NO INVENTÁRIO?

QUAIS OS DOCUMENTOS NECESSÁRIOS?

EM QUANTO TEMPO O INVENTÁRIO É FINALIZADO?

COMO FUNCIONA O PROCESSO?

COMO RESOLVER O PROCESSO DE FORMA MAIS RÁPIDA E BARATA?

O QUE É UM INVENTÁRIO?

Inventário é o processo necessário para a regularização dos bens e direitos da pessoa que faleceu.

Ou seja, quando uma pessoa falece, é necessário saber tudo que ela deixou em vida, para que se realize a divisão desse patrimônio.

Caso o inventário não seja feito, esses bens não poderão ser vendidos, doados, nem poderá ser realizado qualquer negócio jurídico que envolva os bens do falecido.

QUEM PODE FAZER INVENTÁRIO NO CARTÓRIO?

Existem algumas maneiras de realizar a divisão de bens. 

A maioria leva muitos anos até ser finalizada, mas uma delas pode ser resolvida em semanas: 

O inventário em cartório, também conhecido como inventário extrajudicial.

O inventário extrajudicial é a forma mais rápida e barata de se fazer a divisão dos bens porque nele não há a necessidade de levar o processo para as vias judiciais, o que atrasaria o processo e aumentaria o valor das custas judiciais.

Mas o inventário extrajudicial não pode ser feito em todos os casos. 

Para que ele possa ser realizado, existem 3 requisitos:

O falecido não pode ter deixado testamento;

Não podem haver menores herdando bens do falecido;

Deve existir acordo entre os herdeiros sobre a divisão dos bens.

É importante dizer também que o inventário extrajudicial só pode ser realizado por meio de advogado, 

tendo em vista que todos os direitos dos herdeiros devem ser informados para que o processo seja válido.

Se o seu caso se encaixa nesses requisitos, você pode realizar o pedido de inventário extrajudicial e regularizar os bens da maneira mais rápida que a Lei permite!

QUAL É O PRAZO PARA DAR ENTRADA NO INVENTÁRIO?

Muitas pessoas não sabem, mas existe um prazo para dar início no processo de inventário: 60 dias, contados a partir da data do falecimento.

Caso você tenha perdido esse prazo, o cartório cobra uma multa por atraso, que varia de acordo com o Estado em que o processo será realizado.


DOCUMENTOS

DOCUMENTAÇÃO DO FALECIDO 

Certidão de óbito;

Carteira de identidade e CPF;

Cópia da certidão de casamento;

Certidão negativa da Receita Federal e da Procuradoria da Fazenda Nacional;

Extratos bancários;

Documentação de veículos;

DOCUMENTAÇÃO DOS HERDEIROS 

Carteira de identidade e CPF (do herdeiro e do cônjuge);

Certidão de nascimento ou casamento;

DOCUMENTAÇÃO DOS IMÓVEIS

Certidão de ônus reais;

Certidão negativa expedida pelo município sobre o pagamento de impostos;

Muitas pessoas não sabem onde tirar essas documentações, mas fique tranquilo! 

Aqui é onde entra a atuação de um bom advogado, que tem o dever de saber as formas corretas de obtenção das certidões, fazendo essa retirada da forma mais rápida nos cartórios.

Em muitos casos, uma pessoa que não conhece o procedimento dos cartórios 

pode levar meses para conseguir essa documentação, quando na verdade tiramos em questão de uma ou duas semanas em nosso escritório.

EM QUANTO TEMPO O INVENTÁRIO É FINALIZADO?

Essa é a grande dúvida que muitas pessoas têm em relação ao processo de inventário.

Geralmente, num processo em que os herdeiros já decidiram a divisão dos bens e já tem toda a documentação pessoal entregue, o tempo de duração varia de 7 a 10 semanas.

Essa estimativa pode variar de acordo com algumas questões.

Por exemplo:

Se a documentação pessoal já está reunida: nesse caso, só haverá a necessidade de retirada das certidões, o que facilita muito o processo.

Se os herdeiros estão de acordo: quando todos já sabem exatamente como vai ser a divisão, não se perde tempo com reuniões para este fim.

Se o advogado sabe conduzir o processo: em alguns casos, o tempo de processo pode aumentar por o advogado escolhido não estar familiarizado com o procedimento, fazendo com que muitas vezes ele não saiba como resolver questões simples dentro do inventário.

COMO FUNCIONA O PROCESSO DE INVENTÁRIO?

O processo de inventário extrajudicial é dividido em 4 fases muito simples. São elas:

Reunião da documentação e nomeação do inventariante: neste primeiro passo, serão reunidas todas as documentações necessárias ao início do processo, e será escolhido o inventariante. O inventariante é a pessoa responsável pelo processo.

Busca de Bens e Direitos: dada entrada no processo, o cartório realizará uma busca de todos os bens registrados do falecido, bem como de todos os direitos, dívidas e processos que ele possa ter.

Pagamento do Imposto: não havendo pendências no segundo passo, deverá ser realizado o pagamento do imposto de transmissão devido, chamado de ITD. O valor varia de acordo com o Estado, mas geralmente fica entre 2% e 5% do valor do inventário.

Lavratura da Escritura: após o pagamento do imposto, será feita a minuta de escritura. Em alguns casos, essa minuta deverá ser enviada à Procuradoria do Estado para confirmação. Dada a confirmação, o cartório realiza a escritura definitiva, dando fim ao processo de inventário judicial.

COMO FINALIZAR O PROCESSO DA FORMA MAIS RÁPIDA E BARATA?

Tendo em vista que nosso escritório tem grande experiência em inventários extrajudiciais, já conhecemos os atalhos que tornam o processo mais rápido e menos custoso.

PARA ISSO, É IMPORTANTE OBSERVAR ALGUMAS QUESTÕES:

A realização de reunião inicial com os herdeiros para recebimento da documentação e alinhamento de questões menores;

O processo deve ser feito em cartório em que o advogado tenha boa entrada para despachar questões processuais;

Dois prazos devem ser observados, se possível: 60 dias para abertura do inventário e 180 dias para pagamento do ITD. Quanto maior for a demora, maior será o valor a ser pago a título de juros moratórios;

A conferência do cálculo do ITD, que muitas das vezes é calculado com base em valor venal supervalorizado, fazendo com que o herdeiro tenha que pagar milhares de reais a mais do que deveria.

Esses são apenas alguns pontos das muitas observações que devem ser feitas para que o processo de inventário seja finalizado da forma mais rápida e menos custosa para os herdeiros.

Espero ter te ajudado com esse artigo, onde procurei te explicar da forma mais simples possível, sem a enrolação e os termos técnicos utilizados normalmente por advogados!

Ficou alguma Dúvida sobre Inventário Extrajudicial?
Coloque sua duvida nos comentários da postagem ou me envie por e-mail. 









sábado, 28 de janeiro de 2023

TESTAMENTO

 


Existem momentos em nossa vida que não podemos prever e por causa disso que devemos estar sempre prontos para qualquer acontecimento inesperados.

Já soubemos de inumeros casos complicadissimos para se buscar uma solução e nem sempre conseguimos. 

Casos onde a pessoa não previu, não se preparou e quando o fato acontece, a família acaba sem direito a nada e/ou morrendo na praia termo que utilizamos para definir "perdas" e na verdade perdas desnecessárias. 

Após algumas pesquisas deixo aqui um esclarecimento para que todos fiquem a par do que também devemos providenciar. 

Acessem o link ao lado sobre Testamento e leiam por vocês mesmos mas para facilitar já deixo escrito aqui:



Por meio do TESTAMENTO, uma pessoa (TESTADOR) registra quais são as suas vontades, para depois de sua morte.

O mais comum é que o testamento preveja o que acontecerá com o patrimônio do testador, ou seja, como será partilhada a sua herança, após a sua morte. Contudo, é possível também que o testamento contenha vontades não patrimoniais, tais como reconhecimento de filhos, nomeação de tutor para os filhos menores (caso estes fiquem órfãos), criação de uma fundação, entre outras disposições.

Qualquer pessoa poderá firmar um testamento, desde que, no momento de elaboração do documento, cumpra os seguintes requisitos:

-Esteja com, no mínimo, 16 anos de idade;
-Não tenha sido declarada incapaz por decisão judicial;
-Esteja em plena consciência de seus atos.

COMO UTILIZAR ESSE DOCUMENTO?
Após integralmente preenchido, o testamento deverá ser impresso e lido para três testemunhas. 

Em seguida, todos deverão assinar todas as páginas do documento e numerá-las.

Se o testamento não for registrado em cartório, ele valerá como testamento particular, também chamado de HOLÓGRAFO

Nesse caso, é necessário que, quando for feito o inventário, ao menos uma dessas testemunhas confirme que o testamento é verdadeiro, pelo simples reconhecimento de sua assinatura no documento. Assim, o testador deverá deixar o testamento com pessoa de sua confiança, ou em local conhecido de alguém, para que na ocasião de sua morte elas façam o testamento ser cumprido.

O Testador pode optar: também por registrá-lo em cartório. O testador deverá levar o testamento, na presença de ao menos duas das testemunhas, que será aprovado pelo tabelião. Em seguida, o testamento será fechado e costurado em um envelope e só poderá ser lido depois de sua morte. É o chamado Testamento Cerrado.

Por fim, se desejar, o testador poderá fazer um Testamento Público, registrado em cartório. 

Nesta modalidade, embora não seja obrigatório levar um documento escrito, o testador poderá apresentar este documento ao tabelião como se fosse uma minuta de seu testamento.


QUEM PODE SER HERDEIRO DO TESTAMENTO?
Assim como o testador, a testemunha do testamento precisa ser capaz, estar em plena sanidade mental e com, no mínimo, 16 anos de idade. Além disso, as testemunhas não podem ser surdas, já que o testamento deve ser lido na sua frente, e também não podem ser analfabetas, pois deverão ler e assinar o testamento.

A testemunha no testamento também não poderá ser beneficiada por ele com nenhum tipo de bem da herança.


QUEM PODE SER HERDEIRO OU LEGATÁRIO?
Por meio do testamento, é possível instituir herdeiros ou legatários. O herdeiro recebe uma parte do total da herança, sem se especificar os bens. A vantagem de ser herdeiro é que se o patrimônio do testador aumentar até a data de sua morte, é possível que ele receba mais bens como herança. Já o legatário recebe algo específico, como um imóvel, um carro e até mesmo o perdão de uma dívida que tinha com o testador ou uma pensão alimentícia. Nesse caso, a vantagem é que se o patrimônio do testador diminuir, o legatário continuará recebendo o bem - exceto se este for vendido, perdido ou dado para pagar as dívidas do testador.

Além das testemunhas do testamento, também não poderão ser herdeiro ou legatário o(a) amante do testador (salvo se o testador já era separado de fato). Ainda, se o testamento for registrado em Cartório (Testamento Cerrado), não poderá ser herdeiro o tabelião ou escrivão perante quem se aprovar o testamento.

Ademais, cabe informar que animais (como cachorros e gatos de estimação) não podem ser herdeiros ou legatários. 

HERDEIROS NECESSÁRIOS
Existe uma categoria de herdeiros que não podem ficar sem herança - ou seja, que obrigatoriamente receberão parte da herança do testador. Esses herdeiros, chamados de necessários, são o cônjuge ou companheiro do testador na ocasião de sua morte, seus ascendentes (pais, avós, bisavós, etc.) e descendentes (filhos, netos, bisnetos, etc.). Para esses herdeiros é garantido metade do patrimônio do testador existente no momento de sua morte. Portanto, caso o testador tenha herdeiros necessários, somente poderá definir em testamento o futuro da outra metade - chamada de Disponível.

ATENÇÃO AQUI: Caso algum desses herdeiros tenha cometido alguma ofensa grave ao testador, é possível deserdá-los, de acordo com as hipóteses previstas no Código Civil. Também é possível que o testador perdoe o herdeiro que lhe ofendeu, evitando, assim, que outro herdeiro peça futuramente a sua exclusão, por indignidade.

Por fim, nada impede que o testador preveja em testamento um herdeiro que já é um herdeiro necessário, para aumentar a sua participação na herança em relação aos demais.

EXEMPLO: Se o testador possui dois herdeiros necessários e, em seu testamento, define que um deles será o herdeiro único, este ficará com o total da metade disponível (herança total subtraída dos 50% legalmente obrigatórios). Isso significa que o herdeiro previsto no testamento ficará com 75% da herança, enquanto o outro, apenas com 25%. 

O DIREITO APLICÁVEL
O testamento é regulado pelo Código Civil (Lei Federal n. 10.406, de 10 de janeiro de 2002), especialmente em seus artigos 1.857 e seguintes.

OUTROS NOMES DE TESTAMENTOS :
Testamento particular, Testamento Hológrafo, Testamento Ológrafo, Testamento Cerrado, Testamento Fechado

OUTRAS OPÇÕES
Quando uma pessoa morre, todo o seu patrimônio (incluindo bens, direitos, obrigações, créditos e dívidas) será transferido para os seus herdeiros, sejam eles necessários (aqueles que a lei estabelece como herdeiros do falecido) ou testamentários (aqueles que o próprio falecido estabeleceu como herdeiros, em testamento).

Um testamento pode ser utilizado tanto para que uma pessoa decida como quer repartir porções de sua herança quanto para que decida dar a alguém um bem específico que lhe pertence, depois de sua morte. 

No primeiro caso, o beneficiado pelo testamento recebe uma porcentagem da herança, ou seja, uma porcentagem de todo o patrimônio da pessoa que o fez, incluindo, como já dito, bens, direitos, dívidas, etc.
No segundo caso, os bens específicos designados pela pessoa que faz o testamento a alguém recebem o nome de Legado. 

O legado e a herança, apesar de similares, são distintos um do outro. Este guia foi pensado para tratar somente da cessão de herança, e, portanto, não se aplica à cessão de legado.

Nesta situação, é possível que um ou mais herdeiros queiram ceder uma parte - ou mesmo a totalidade - da herança recebida para uma outra pessoa. Esta operação de transferir a herança a um terceiro recebe o nome de cessão de herança. A parte que realiza a cessão é chamada de cedente, enquanto a que recebe a herança, ou parte dela, é chamada de cessionária.

Este guia é destinado a auxiliar eventuais interessados a compreender um pouco melhor as normas brasileiras que regulamentam a cessão de herança, já que este é um assunto que pode gerar bastantes dúvidas tanto em quem pretende receber quanto em quem pretende ceder uma herança.

QUEM PODE CEDER UMA HERANÇA?
Como já dito, a herança é um conjunto que inclui todo o patrimônio do falecido. Têm direito a recebê-la (integral ou parcialmente) tanto aquelas pessoas às quais a lei atribui este direito (por exemplo, os filhos, o cônjuge, os pais, entre outros, conforme for o caso) quanto aqueles que o falecido determinar que têm este direito por meio de um testamento. Ou seja, poderão realizar a cessão tanto os herdeiros necessários quanto os testamentários.

CESSÃO DE DIREITOS HEREDITÁRIOS POR HERDEIRO INCAPAZ
Se o cedente for incapaz, a cessão de herança somente poderá ser feita mediante autorização judicial. Nestes casos, o interessado deve procurar um advogado que possa orientá-lo sobre como proceder.

Pela lei brasileira, são considerados incapazes, dentre outros: os menores de idade, os interditados judicialmente ou aqueles que, em virtude de alguma circunstância transitória ou permanente qualquer, não possam exprimir sua vontade.

QUANDO É POSSÍVEL CEDER UMA HERANÇA? 
A pessoa que recebe uma herança somente pode cedê-la após a morte da pessoa que a deixou. Isso porque, juridicamente, a herança só existe depois que a pessoa morre.

Ex.: Suponha que Hermes, filho de Alberto, deseja ceder a herança que receberá de seu pai quando ele falecer. Acontece que, como Alberto é pessoa viva, Alberto não poderá fazer um contrato de cessão de herança, já que não se pode ceder algo que ainda não existe.

Além disso, só se pode falar em cessão de herança até que haja o inventário.

INVENTÁRIO é o procedimento por meio do qual o patrimônio do falecido é devidamente identificado e distribuído entre os herdeiros, após o pagamento das dívidas eventualmente existentes. Pode ser feito judicialmente ou extrajudicialmente, em cartório. A distribuição dos bens se dá por meio da partilha.

Após o inventário, cada herdeiro já terá recebido seus bens, de modo que, por este motivo, não há mais herança a ser cedida. Uma vez terminado o inventário e a partilha, portanto, o herdeiro poderá, por exemplo, doar ou vender os bens que tiver recebido, devendo fazer um contrato de compra e venda ou um contrato de doação diretamente, conforme for o caso.

O QUE PODE SER CEDIDO?
Ao realizar um contrato de cessão de herança, um herdeiro jamais poderá ceder um bem específico, individualmente considerado, ainda que o patrimônio da pessoa que faleceu seja constituído somente por um bem.

Como já dito anteriormente, a herança é um conjunto que engloba todo o patrimônio do falecido. A lei determina que os bens, direitos e obrigações que integram este conjunto não podem ser individualmente cedidos até o momento da partilha, após a realização do inventário. Isto porque, dentre outros motivos, é durante o inventário que serão apuradas as eventuais dívidas do falecido, sendo que os seus bens é que serão utilizados para pagá-las.

EXEMPLO.: Suponha que Ernesto, pai de Julieta, sua única herdeira, deixou um carro avaliado em R$ 50.000,00 e uma casa no valor de R$ 600.000,00. Suponha, ainda, que Ernesto tinha dívidas no valor de R$ 30.000,00. A herança de Ernesto, portanto, compreende o imóvel, o carro e as dívidas, sendo que tudo isto, junto, é automaticamente transmitido para Julieta no momento da morte de Ernesto. Julieta, se quiser, poderá ceder qualquer porcentagem da herança a que tem direito. Se quiser, por exemplo, ela pode ceder 80% e manter 20% para si. Neste caso, é possível pensar que a pessoa que receber a porcentagem da herança cedida por Julieta participará do inventário como se fosse um herdeiro, mas com direito a 80% da herança.
O que Julieta não pode fazer é ceder o carro ou o apartamento isoladamente considerados, uma vez que os bens que integram a herança não podem ser divididos até a realização da partilha.

Em razão dessa proibição de se ceder um bem individualizado, antes da partilha, a pessoa que compra uma parte da herança de outra não saberá previamente aquilo que lhe será dado ao final da partilha. Assim, no momento em que negocia com o herdeiro, o cessionário não possui certeza sobre os bens que lhe serão dados após a partilha, sendo possível que receba, por exemplo, ao invés de um bem específico, uma certa quantia em dinheiro correspondente à parte que lhe cabe do valor total da herança.

E AS DÍVIDAS DEIXADAS PELO FALECIDO?
As dívidas deixadas pelo falecido somente poderão ser cobradas até o limite da herança. Isto quer dizer que, via de regra, a pessoa que tem o direito de receber os valores correspondentes à dívida do falecido não poderá cobrar mais do que o que foi deixado de herança, de modo que os bens do herdeiro estarão preservados ainda que o valor da dívida seja maior que o valor dos demais bens e direitos do falecido.

EXEMPLO.: Suponha que João, pai de Ernesto, faleceu no mês de agosto de 2018, deixando um total de R$ 200 mil em dívidas não-pagas. Após contabilizado, o patrimônio total de João chega aos R$ 50 mil. Nesse caso, os R$ 50 mil deixados por João serão utilizados para pagar uma parte das dívidas em aberto. Em relação aos outros R$ 150 mil, estes ficarão, a princípio, sem pagamento. O patrimônio de Ernesto não poderá ser utilizado para pagar tais dívidas.

QUAIS OS PASSOS A SEREM SEGUIDOS PARA REALIZAR A CESSÃO?
Para realizar uma cessão de herança, é imprescindível seguir alguns passos:

1. Definir se a cessão será parcial ou total, ou seja, se será cedida apenas uma parte da herança ou a sua integralidade;

2. Definir se ela será gratuita ou se será realizada mediante o pagamento de algum valor em dinheiro;

A definição quanto às características e às especificidades da cessão (se parcial ou total, se gratuita ou onerosa, além de outras possíveis) pode ser feita em um documento particular, como o contrato de promessa de cessão de direitos hereditários.

3. Se a cessão for onerosa (ou seja, se a pessoa que receber a herança tiver de pagar algum valor ao cedente) e se houver mais de um herdeiro, verificar se o direito de preferência dos outros herdeiros foi respeitado pelo cedente;

Antes de ceder sua parte da herança a terceiros, o cedente deverá informar os outros herdeiros de que pretende fazê-lo. Os demais herdeiros (chamados de coerdeiros), então, terão o direito de decidir se querem ou não adquiri-la, pelo mesmo preço e sob as mesmas condições.
Caso mais de um herdeiro queira exercer o direito de preferência, a cessão deverá ser feita para todos eles. Cada um adquire, assim, uma porcentagem equivalente ao seu direito na herança total.
Caso não seja respeitado esse direito de preferência, o herdeiro prejudicado terá 180 (cento e oitenta) dias, após o registro da transmissão em Cartório, para requerer a anulação dessa transferência.

4. Providenciar a elaboração de uma Escritura Pública de Cessão de Direitos Hereditários, o que deve ser feito em um Cartório de Notas, sendo que é neste documento que estarão descritas todas as condições e as cláusulas da cessão de herança (este passo deve ser seguido ainda que exista um contrato de promessa de cessão de direitos hereditários);

Para que a cessão seja válida, o cedente casado ou em união estável precisará da autorização do seu cônjuge ou companheiro.

5. Juntar a Escritura Pública de Cessão de Direitos Hereditários ao procedimento extrajudicial ou ao processo judicial de inventário para que, assim, a parte cedida seja descontada da quota-parte que cabe ao herdeiro que realizou a cessão.

Se ainda não houver inventário em andamento, o cessionário poderá dar início a este procedimento, seja judicial ou extrajudicialmente. O inventário judicial é obrigatório nos casos em que houver herdeiro incapaz, nos casos em que houver testamento e nos casos em que, havendo mais de um herdeiro, pelo menos um deles não concorda com a realização de inventário extrajudicial.
Seja o inventário judicial ou extrajudicial, o cessionário deverá procurar um advogado que possa orientá-lo e acompanhá-lo.

DIFERENÇA ENTRE CESSÃO E RENÚNCIA
Renunciar à herança e cedê-la a outra pessoa não são ações equivalentes.

Na renúncia, o herdeiro abdica do direito de receber sua parte da herança, que será, então, repassada aos demais herdeiros, de acordo com o previsto em lei. Assim, a pessoa que renuncia da herança não participará da partilha nem poderá escolher quem receberá a herança em seu lugar.

Na cessão, como já explicado, o herdeiro transfere a outra pessoa uma parte ou a totalidade dos seus direitos hereditários, ou seja, da parte da herança que lhe cabe.




TESTAMENTO PARA CAUSAS SOCIAIS

APESAR DE, COMUMENTE, SER ATRELADO A ALGO NEGATIVO, TER UM TESTAMENTO PODE SER ÚTIL EM MUITAS SITUAÇÕES 
O testamento é um documento escrito que informa a vontade de uma pessoa após o seu falecimento. Apesar de estar relacionado com a morte de alguém, esse registro deve ser visto como uma forma de organizar a transferência dos bens materiais – e muitas vezes sentimentais também.

A advogada Claudineia Jonhsson, sócia de uma empresa de Advogados, explica que qualquer pessoa com mais de 16 anos pode fazer um testamento em vida. Desde que ela tenha plena consciência dos seus atos e seja capaz de adquirir e usar seus direitos.

Para isso, ela “deverá fazer um levantamento de seus bens e escolher um dos três tipos de testamento”.

A ADVOGADA DIZ:
Ter um testamento garante que a pessoa tenha suas vontades atendidas após seu falecimento. Por exemplo, a distribuição da renda para qualquer pessoa que não seja da família, como entidades sociais, funcionários, amigos e cuidadores. Caso não seja feito o testamento e a pessoa não tenha herdeiros, todo o patrimônio é destinado ao governo.

Outra possibilidade é, por meio desse registro, nomear tutores para os dependentes menores, criar uma fundação e até mesmo reconhecer filhos.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE TESTAMENTOS?
Existem três tipos de testamento que se diferem, principalmente, no modo que o documento é elaborado.

O testamento público é desenvolvido e registrado pelo tabelião no Cartório de Notas na língua oficial do país. Ele é gravado no livro de notas e lido em voz alta na presença de duas testemunhas. Sendo que essas duas pessoas não podem ser parentes do testador e nem beneficiadas.

“Embora se chame testamento público, esse documento é sigiloso e seu conteúdo somente será revelado a quem solicitar, contanto que se apresente a certidão de óbito do testador”, ressalta a advogada.

Já o modelo de testamento cerrado é escrito pela própria pessoa ou por alguém de sua escolha, na língua nacional ou estrangeira. Depois de pronto, ele deve ser levado ao Cartório de Notas, também na presença de duas testemunhas, para ser aprovado.

A grande diferença é que nesse segundo tipo “o conteúdo poderá ser totalmente sigiloso. Dessa forma, nem o tabelião, nem as testemunhas têm ciência do conteúdo, se assim o testador desejar”, Claudineia comenta.

Enquanto que o testamento particular também pode ser feito pela pessoa ou por alguém indicado, entretanto é preciso ter três testemunhas. Assim, o testador e as testemunhas precisam presenciar a elaboração do documento – e as testemunhas não podem ser beneficiadas.

“Esse tipo é a forma mais frágil de testamento, porque ele pode ser destruído ou extraviado. Por exemplo, e não terá como provar sua existência. Isso porque não haverá registro público sobre seu conteúdo”, alerta a especialista.

Em todos os casos, o testamento pode ser alterado pelo testador, que tem liberdade para mudar o conteúdo a qualquer momento.

O custo de um testamento costuma ser diferente devido a essas variações.

Outro fator que também pode influenciar é a localidade, Estado ou cidade, no qual o documento é elaborado.

QUAIS SÃO OS TIPOS DE HERDEIROS?
De acordo com a advogada, “podem ser familiares ou não, pessoas jurídicas, pessoas nascidas ou já concebidas quando o testador falecer, bem como filhos indicados pelo testador, mas ainda não gerados”.

No caso da existência de herdeiros necessários, ou seja, ascendentes, descendentes e/ou cônjuge, o  testador só poderá decidir o destino de 50% dos seus patrimônios. Os outros 50% devem, obrigatoriamente, ser transferidos para esses herdeiros

“Obviamente, se o testador não informar aos herdeiros e às pessoas beneficiadas em seu testamento a respeito da existência desse documento, é importante que ele nomeie alguém de sua confiança para tornar essa informação pública após o seu óbito”, alerta a advogada.

Pessoa em tratamento de câncer pode fazer testamento?
Sim, não há nenhuma indicação contrária a pacientes com câncer planejarem a transferência dos seus bens para beneficiar alguém especial.

O mais recomendado, não só para pacientes, mas para a população em geral, é fazer o testamento público. Dessa forma, há uma maior segurança e o conteúdo permanece sigiloso até o momento certo.

“Se o paciente não puder ir até um cartório, é possível pedir que o Tabelião designe um funcionário para ir até o local em que está, mediante pagamento por esse serviço”, Claudineia informa.

Só é preciso apresentar atestado médico para a realização do testamento se a pessoa apresentar algum fator incapacitante.

LEGADO SOLIDÁRIO – Sua herança pode contribuir para um mundo melhor

Algumas instituições, incluindo a Abrale, se uniram para incentivar as pessoas a deixarem um legado para projetos que prestam auxílio a pacientes com diversas doenças e deficiências.

Para fazer isso, basta deixar indicado no testamento a quantia, ou porcentagem, que deseja doar. Lembrando que, no caso de herdeiros necessários, é possível doar, no máximo, 50% do patrimônio.

Fonte: Revista Abrale 














quinta-feira, 26 de janeiro de 2023

ELON MUSK

 

Para os que já sabem da lição do Tesla - não só porque descobriram-na pelo estudo, mas, principalmente, por terem-na vivenciado em experiências pessoais e a compreendido em essência -, colocá-la em prática exige superação de desafios difíceis e frequentes. Mas vale a pena; nossa paz de espírito agradece.

Agora, num contexto onde a grande maioria sequer ouviu falar de Nikola Tesla e muitos ainda, por razões personalíssimas (p.ex., apego a dogmas teológicos, desinteresse pela metafísica ou arrogância intelectual), ignoram ou desprezam completamente a relação entre qualidade de vida e níveis de frequência, vibração e energia, compreensível que nossos sentidos captem reiteradamente tudo o que não presta e condicionem a nossa harmonia emocional. 

FALANDO UM POUCO DE ELON MUSK O ARQUITETO DO "AMANHÃ"

ELON MUSK E A TESLA

Tesla (TSLA34): números acima das expectativas no 4T22 e discurso de Elon Musk empolgam mercado; análise

PERFIL
Nome Completo: Elon Reeve Musk
Ocupação: Empresário e Investidor
Local de Nascimento: Pretória, África do Sul
Data de Nascimento: 28 de junho de 1971
Fortuna: US$ 24,5 bilhões (ranking da Forbes de 2019) 

CONHEÇA TUDO QUE A TESLA FABRICA

https://www.tesla.com/ 


QUEM É ELON MUSK?

Elon Musk é conhecido como um dos empreendedores mais ousados dos últimos tempos, pois viabilizou projetos fortemente tecnológicos e inovadores. Entre as empresas que fundou ou comandou aparecem nomes como Paypal, Tesla, SpaceX e Neuralink.

A sua trajetória também chama a atenção pela diversidade de áreas de atuação; geolocalização, energia limpa, mobilidade, exploração espacial, inteligência artificial e neurociência.

FAMÍLIA E FORMAÇÃO 
Elon Musk nasceu em uma família de classe rica em Pretória, na África do Sul, filho da nutricionista e modelo Maye Musk com Errol Musk, um engenheiro mecânico, piloto de aviões e empresário.

O casal se separou em 1979 e os três filhos – Elon, Kimbal e Tosca – ficaram com Maye por dois anos até que Elon, mais velho, decidiu ir morar com o pai, quando tinha dez anos.

Ele achava injusto que sua mãe ficasse com os todos os filhos, enquanto o pai vivia solitário, então deixou a casa de Maye e se mudou para os subúrbios de Pretória – o que, muitos anos depois, considerou como um grande erro.

Isso porque, apesar de reconhecer que grande parte do que aprendeu de engenharia básica foi pela influência de seu pai durante a infância, a relação entre os dois nunca foi boa.

ADOLESCENTE CURIOSO 
Um “nerd” assumido, Elon Musk se refugiou na leitura de livros como o Guia do Mochileiro das Galáxias, de Douglas Adams, Senhor dos Anéis, de J. R. R. Tolkien, e a Série da Fundação, de Isaac Asimov. “Fui criado por livros. Livros, e depois meus pais”.

Aos dez anos gostava de fazer experimentos com explosivos e pequenos foguetes e começou a se interessar por programação. Aos 12, fechou seu primeiro negócio ao escrever o código de videogame e o vender para a revista PC and Office Technology, por US$ 500.

Apesar de prodigiosa, sua infância na África do Sul foi marcada por diversos episódios de bullying no colégio. Nascido no final de junho, Elon Musk era um dos mais novos – e menores – alunos da sala e foi alvo de atos violentos.

No pior deles, foi derrubado da escada e seu rosto batido diversas vezes no chão até desmaiar.

O suplício do colégio só acabou aos 16 anos, depois que decidiu aprender a se defender e entrou em aulas de caratê, judô e luta livre e passou a encarar seus desafetos.

MUDANDO DE PAÍS 
Aos 17 anos, Musk decidiu sair da África do Sul. Queria ir para os Estados Unidos, onde acreditava ser o melhor lugar para fazer ‘coisas grandes’. As complicações com a imigração, no entanto, o fizeram aproveitar a cidadania canadense da mãe e se mudar primeiro para Ontario.

O início da vida canadense não foi fácil. Aos 17 anos, Musk precisou da ajuda de parentes e fez bicos como limpador de boilers e cortador de madeira para pagar as contas e se matricular na Queen’s University.

Dois anos depois, ele conseguiu transferir seus estudos para a renomada Universidade da Pensilvânia, e lá, formou-se em economia e física.

Seus resultados acadêmicos lhe garantiram uma vaga no programa de PhD da Universidade de Stanford, onde se matriculou para cursar física e ciência de materiais.

Mas sua vida em Stanford durou pouco. Bem pouco, na verdade. Apenas dois dias depois de começarem as aulas, Musk decidiu largar a famosa universidade californiana para montar a sua primeira empresa, em uma sociedade com seu irmão Kimbal.


COMO COMEÇOU E COMO FICOU RICO ? 
Elon e Kimbal viram uma oportunidade no boom da internet dos anos 1990 e criaram a Global Link, uma empresa de mapeamento de cidades que teria nos jornais seus principais clientes.

Sem muitos recursos próprios, os irmãos Musk levantam capital com um pequeno grupo de investidores-anjo e com seu sócio na empreitada, Greg Kouri, que aportou US$ 6 mil.

Reunindo dados públicos de mapas e de negócios, a empresa criou um banco de dados e serviços para comerciantes locais anunciarem e se conectarem a clientes.

A solução inovadora atraiu clientes como New York Times e outros 160 jornais. A empresa cresceu com aporte de US$ 3 milhões de um investidor e foi rebatizada como Zip2.

Em abril de 1998, a Zip2 entrou em negociação para se fundir com a sua principal concorrente, a CitySearch. Elon Musk, que apoiou a ideia inicialmente, foi uma das principais vozes para convencer os conselheiros a abandonarem o projeto.

A decisão foi acertada. Em menos de um ano, em fevereiro de 199,9 a Compaq Computer pagou US$ 305 milhões para adquirir a Zip2 e, assim, alavancar seu buscador AltaVista. Com essa operação, Elon Musk embolsou US$ 22 milhões.

Capitalizado, Musk criou a X.com em novembro do mesmo ano, um dos primeiros bancos online do mundo, em parceria com seu antigo sócio Greg Kouri.

A empreitada durou pouco tempo e, já em março de 2000, o X.com se uniu a seu competidor Confinity. Como maior acionista, Musk virou o CEO da nova empresa.

No comando da X.com fortificada com a fusão, Elon Musk acabou deixando de lado as iniciativas de seu negócio original e deu prioridade ao desenvolvimento do sistema de pagamentos que era desenvolvido pela Confinity desde 1999, o PayPal.

Em meses, ele abandonou a atuação como banco online, rebatizou a empresa como PayPal e a levou a abrir o capital. O IPO foi realizado em 2002, levantando US$ 61 milhões.

A facilidade do pagamento pelo sistema do PayPal atraiu o interesse da gigante online eBay, que adquiriu a companhia meses depois, em outubro de 2002, por US$ 1,5 bilhão, 77% acima do preço do IPO.

Na época, 70% de todas as transações realizadas no eBay utilizavam o PayPal como meio de pagamento. Com a venda, Musk decidiu se desfazer dos 11,7% que tinha no PayPal e embolsar mais US$ 165 milhões.

Empreendedor serial, Musk não se aposentou após faturar com a venda de suas duas primeiras companhias. Na verdade, antes mesmo da venda do PayPal, Musk já estava desenvolvendo o seu novo e – possivelmente – mais ambicioso projeto: a exploração espacial.

CONHEÇA TUDO QUE A TESLA FABRICA
https://www.tesla.com/ 


CAUSAS NOBRES X GRANDES MEDOS
Musk é movido por grandes medos e não tem vergonha de compartilhá-los em suas palestras e entrevistas. Com o sucesso de seus empreendimentos online entre o final da década de 1990 e o início dos anos 2000, sobrevivendo à bolha da internet, Musk passou a focar seus esforços em grandes projetos que buscam mitigar seus receios de extermínio da humanidade.

Uma de suas apostas é expandir a presença humana pelo Sistema Solar, com o estabelecimento de populações em diversos planetas, a começar por Marte.

Musk está cada vez mais próximo de seu objetivo de colocar uma expedição no planeta vermelho e iniciar a colonização. O que era um sonho impossível e parecia uma conversa excêntrica demais, hoje é visto por analistas como viável, depois de quase duas décadas de desenvolvimento de foguetes e soluções aeroespaciais.

Tudo começou ainda em 2001, quando Musk idealizou o Mars Oasis (Oásis de Marte), projeto de instalar uma estufa experimental em Marte e tentar cultivar alimentos no árido e tóxico solo marciano.
Para chegar lá, ele queria adquirir um míssil balístico intercontinental russo a um preço acessível. Se possível, um modelo já usado.

A ideia era excêntrica mesmo para os padrões do empreendedor, e um de seus melhores amigos desde a época da universidade, Adeo Ressi, acreditava que ele estava enlouquecendo.

Ressi chegou a convidar amigos próximos para tentar uma intervenção e dissuadi-lo da ideia. Não deu certo.

Em outubro de 2001, Musk viajou para a Rússia com Jim Cantrell, que atuava na área aeroespacial, e o próprio Ressi para reuniões com empresas como Kosmotras e a NPO Lavochkin, que construíram sondas para o governo soviético explorar Vênus e Marte durante a corrida espacial.

Após um almoço longo seguido de café com charutos, Musk e seus parceiros foram tratados com pouco respeito pelos russos, que os consideravam novatos.

O fracasso da primeira tentativa, porém, não impediu Musk de ir aos russos novamente. Dessa vez para comprar não um, mas três mísseis.

Poucos meses depois, em fevereiro de 2002, Musk pousou em Moscou com sua equipe para uma nova rodada de negociações. Dessa vez, levou alguém mais experiente para fazer parte da equipe: Mike Griffin, engenheiro renomado na área e que anos depois assumiria a administração da Nasa.

Depois de algumas doses de vodca, Musk perguntou diretamente aos representantes da Kosmotras quanto custaria cada foguete. Ele tentou negociar o preço inicial de US$ 8 milhões por unidade, mas novamente não foi levado a sério.

A decepção da segunda tentativa fez Musk acreditar que não era possível negociar com russos. Ele sabia que não tinha dinheiro para comprar de outro fornecedor.

Nesse ponto em que muitos desistiriam, Musk mostrou um lado de seu empreendedorismo que o acompanharia em futuros negócios: se não há uma solução disponível, ele criaria essa solução.

A sacada veio no voo saindo de Moscou, quando chamou seus parceiros e disse que achava que eles poderiam fazer um foguete próprio. Era a realização de um sonho de infância, quando brincava em construir foguetes no quintal da sua casa e lia ficção científica.

Em suas contas, o custo do material para construir um foguete era bem pequeno e eles poderiam reduzir em 90% o custo de produção ao verticalizar o negócio.

Enquanto maturava o projeto de exploração espacial comercial, Musk se reunia com uma organização de entusiastas que estudava tecnologias para explorar o planeta vermelho.

Ele não havia desistido da sua ideia de estufa em Marte para permitir que, no futuro, o ser humano possa colonizar o planeta e diminuir a possibilidade de extinção da nossa espécie.

Após doações generosas, passou a fazer rodadas de discussões com especialistas para reunir ideias de como levar a estufa com um rato, plantar, colher e trazer o rato de volta à Terra.

CORRIDA ESPACIAL COM A SpaceX
Em maio de 2002, com US$ 100 milhões de sua fortuna pessoal, Musk criou a Space Exploration Technologies, ou SpaceX. O objetivo da empresa? Espalhar a civilização humana pelo espaço.

O início conturbado com os russos deu espaço à engenharia privada dos americanos. Como um bom nerd, o primeiro foguete foi batizado de Falcon 1, em homenagem à Millenium Falcon, do filme Star Wars.

O foguete foi lançado com sucesso em março de 2006 e serviu de teste para o Falcon 9, lançado em 2019.

A SpaceX conquistou seguidos recordes de eficiência e o ineditismo de ser uma empresa privada alcançando feitos que apenas estatais como a Nasa haviam conseguido.

A agência americana, aliás, é um dos principais clientes da SpaceX, que abastece a Estação Espacial Internacional, além de colocar em órbita satélites comerciais e militares.

Em 2014, o governo dos EUA deu em números a eficiência da SpaceX: enquanto a Força Aérea do país pagava até US$ 400 milhões por um lançamento para a United Launch Alliance (ULA), a mesma operação era conduzida pela empresa de Musk por menos de US$ 100 milhões.

Além do custo mais baixo, há também o espetáculo. Cada lançamento da SpaceX é um show transmitido ao vivo pela internet, com apresentadores, animação e funcionários da empresa torcendo e comemorando.

Até um carro Tesla Roadster foi lançado no espaço pela SpaceX com um foguete Falcon Heavy. O veículo é tripulado por um manequiem com trajes especiais apelidado de Starman. É possível acompanhar o trajeto do pelo site whereisroadster.com.

View from SpaceX Launch Control. Apparently, there is a car in orbit around Earth. pic.twitter.com/QljN2VnL1O

— Elon Musk (@elonmusk) February 6, 2018

ENERGIA LIMPA COM A TESLA 
A conquista espacial, entretanto, não parece tomar todo tempo de Elon Musk. Sua preocupação com a extinção humana também fez com que ele agisse contra as mudanças climáticas.

A solução foram os carros elétricos, hoje quase um sinônimo do nome da sua empresa: Tesla.
Carro elétrico, autônomo, acessível e bonito.

Assim como ocorreu com o PayPal, Musk não fundou a montadora Tesla, mas viu oportunidade no negócio logo no início da jornada e catapultou os resultados para uma operação global. 

ELON MUSK TAMBÉM LANÇOU CASAS DOBRÁVEIS

VEJA VIDEO





A empresa foi criada em julho de 2003 pelos engenheiros Martin Eberhard and Marc Tarpenning, na Califórnia, após a GM fazer um recall e destruir seu modelo elétrico EV1.

Na primeira rodada de financiamento Series A da Tesla, em fevereiro de 2004, Musk liderou os investidores com aporte de US$ 6,5 milhões do total de US$ 7,5 milhões arrecadados e passou a presidir o conselho de administração da companhia.

Com o aporte, Musk passou a ser mais presente do dia a dia da empresa e acompanhou o lançamento do primeiro modelo, o Tesla Roadster.

Nas rodadas Series B e C, Musk também foi um dos principais investidores, com aporte de US$ 9 milhões de US$ 13 milhões e, depois, com mais US$ 12 milhões de US$ 40 milhões.

Nesta última, participaram investidores de peso como Sergey Brin e Larry Page, os fundadores Google, Jeff Skoll, ex-presidente do eBay, e fundos geridos pelo JPMorgan.

Após a crise de 2008, quando o fundador Martin Eberhard deixou a Tesla, Musk assumiu como CEO da companhia e virou o rosto da empresa, com apresentações pirotécnicas de cada novo modelo.

Com as vendas do primeiro veículo elétrico, Roadster, a Tesla passou a trabalhar no sedã Model S, lançado em 2012, seguido pelo SUV Model X, três anos depois. A chegada do Model 3 em 2017 marcou a primeira produção em grande escala global.

A estratégia da Tesla se assemelha à da SpaceX na verticalização. A empresa produz cerca de 80% das peças, se distanciando das montadoras tradicionais, que se apoiam em fornecedores e focam na engenharia e conclusão do veículo.


Assim como no caso da irmã espacial, ao ser a pioneira de um mercado em formação, a Tesla precisou criar negócios para solucionar gargalos e barreiras ao seu crescimento.

A montadora possui, portanto, fábricas de baterias, redes de carregamento de carros elétricos e produz painéis solares para alimentar a rede de energia.

Para financiar seu objetivo audacioso de ser uma montadora global, a empresa fez em 2010 seu IPO (sigla em inglês para oferta inicial de ações). Atualmente, é a companhia do setor mais valiosa dos EUA listada em bolsa, ao superar a tradicional GM.

Apesar da liderança no setor, Musk se arrepende de ter listado a Tesla porque, agora, a empresa enfrenta forte pressão de vendedores, que amplificam problemas para prejudicar a companhia.

Assim, a montadora fica, constantemente, entre as que têm mais posições vendidas, com bilhões de dólares apostando na queda dos papéis.

O motivo para a volatilidade é até razoável: a Tesla ainda não conquistou a confiança de que consegue produzir veículos maciçamente, a um preço lucrativo e no prazo estabelecido.

Mas não é só isso. A figura de Elon Musk também provoca controvérsias.


A PILULA VERMELHA 
O homem por trás de projetos audaciosos como a exploração espacial privada, a criação de uma montadora global de carros elétricos e um novo sistema de transporte urbano é, no mínimo, uma pessoa excêntrica, de posições fortes.

Musk é um crítico do transporte público, que, já declarou, não sai na hora desejada, não sai do lugar desejado e não chega ao lugar desejado. Além de obrigar o passageiro a compartilhar o ambiente com desconhecidos.

Apesar da posição individualista – e bastante criticada – no transporte, ele apoia a taxação mais forte de bilionários como ele, sugerindo imposto de 40%; alíquotas sobre a transmissão de herança; renda mínima para os mais pobres; o Acordo de Paris para redução de emissões; e reforma do sistema de imigração dos EUA.

Ele também é crítico do sistema de subsídios do governo a empresas

Bilionário, Musk é um dos super-ricos que assinou o acordo Giving Pledge, promovido por Warren Buffett e o casal Melinda e Bill Gates, em que se compromete a doar para filantropia grande parte de sua riqueza durante a vida, ou logo após a sua morte.

Além de suas contribuições para estudos de inteligência artificial, Elon possui uma fundação filantrópica chamada Musk Foundation. Sua atuação na área, contudo, é de porte pequeno dado sua fortuna.

Ele costuma doar para projetos de geração solar e armazenamento de energia em desastres naturais como um sistema de geração solar para cidade de Coden, no Alabama, atingida por um furacão, ou US$ 250 mil para um Soma, no Japão, devastada por um tsunami.

Para combater os danos provocados pela contaminação da água de Flint, em Michigan, Musk doou quase US$ 500 mil usados para instalar sistemas de filtros em bebedouros nas escolas da cidade.

Para saber mais:
Quer saber mais sobre a trajetória do Elon Musk? 
Confira a seleção do InfoMoney com livros, artigos e entrevistas.

Livro
Elon Musk: Como o CEO bilionário da SpaceX e da Tesla está moldando nosso futuro (Ashlee Vance)

Entrevista
Elon Musk: The Architect of Tomorrow (RollingStone)















EUCALIPTO ARCO-IRIS

  O  EUCALIPTO   A R C O - Í R I S  se destaca pelo colorido do seu tronco, de grande porte, podendo alcançar até 30 metros de altura. Suas ...