sexta-feira, 27 de outubro de 2023

TERRAÇOS DE ARROZ

 

Em Tōkamachi, Japão

Em algumas partes do mundo, os terraços de arroz são abundantes. 

Esculpidos em encostas ou planaltos acolchoados, esta antiga forma de cultivo de alimentos ainda é praticada em grande parte da Ásia. O Japão é uma exceção. Aqui, os terraços de arroz estão desaparecendo lentamente. Esses tanada, como são chamados no país, não acomodam métodos agrícolas mais modernos e mecanizados. As gerações mais jovens também não estão assumindo os negócios da família tão prontamente. 

Mas enquanto alguns campos de arroz desaparecem, outros permanecem, incluindo esses terraços exuberantes em Tōkamachi, que produz o que alguns consideram o melhor de arroz para sushi, o Koshihikari. A área também produz algo um tanto surpreendente, dada a imagem verdejante que vemos aqui: os invernos de Tōkamachi são bastante gelados e a cidade realiza um popular festival de neve todo mês de fevereiro.

Em Tōkamachi, Japão 

Porque fiz essa postagem?
Considerei que as plantações de arroz são tão lindas, e nos proporciona terras férteis belíssimas e como temos espaço e um quantidade imensa de pessoas no país, que precisam ser alimentadas, com certeza alguém pode se interessar em produzir arroz.

Vale pesquisar essa técnica.
Breve vou fazer isso. 😀



CAMPOS DE ARROZ NA INDONÉSIA 

Como foi visitar os terraços de arroz em Bali, na Indonésia. Um dos lugares mais bonitos para visitar perto de Ubud. 

Em: Ano sabático, Indonésia


Depois de alugar uma motinha em Bali, ficamos mais livres para explorar alguns destinos mais distantes, e resolvemos visitar os terraços de arroz em Ubud. Um dos locais que eu tinha mais expectativa em conhecer era, sem dúvidas, os terraços onde é possível ver e visitar as grandes plantações de arroz.

O arroz faz parte da cultura balinesa. Não é apenas um alimento ou uma forma de sustento. O arroz tem uma conotação um pouco sagrada em Bali. É como se fosse um presente dos deuses para a ilha. E é por isso que no ritual de todas as manhãs, os balineses oferecem um punhadinho de arroz como agradecimento aos deuses.

Ritual de Oferenda em Bali

Como Joyce ainda estava meio sonolenta, eu e Reis aproveitamos um dia em que não conseguimos ir na Yoga porque a sala já estava lotada e fomos. Saímos de moto pelas ruas de Ubud e nos orientando pelo aplicativo Maps.me, conseguimos chegar. Embora o terraço não seja muito visível da avenida, não foi difícil descobrir quando chegamos lá – estava cheio de ônibus de turismo.

TERRAÇOS DE ARROZ EM BALI 


UMA PAISAGEM DESLUMBRANTE

Estacionamos a motinha e descemos para conhecer o local. Chegamos sem ter pesquisado muito e ficamos um pouco confusos sobre onde ir. Vimos várias plantações, várias descidas até elas. Um cenário verdinho lindo.

As plantações são organizadas em vários níveis, com um sistema de irrigação super antigo, em que a água vai passando de “degrau em degrau” e assim irriga-se toda a plantação com a mesma água – ou seja, uma grande economia de água!

Reis ficou fazendo algumas fotos aéreas e eu acabei andando pelos terraços sozinha. Escolhi uma trilha e comecei a descer. Não encontrei nenhum lugar para pagar alguma taxa. Descemos eu e minha amiga a câmera fotográfica.

Toda a plantação é alagada e andar entre elas é possível porque existem uns caminhos. Para subir entre os níveis, alguns degraus são feitos na terra. Confesso que foi um tanto difícil e puxado andar, subir e descer entre os níveis de plantação. Preparo físico mandou lembranças. Mesmo estando nublado e sendo fim de tarde, suei como se tivesse andando ao meio dia em véspera de feriado na Rua 25 de março… Mas os terraços de arroz em Bali valem o esforço.

Quando cheguei no final da descida, havia uma cabaninha e uma senhora cobrando por uma “doação”. Ali seria a plantação de outro dono, então era necessário pagar para atravessar. Eu realmente não tinha levado nenhum dinheiro comigo e voltar para buscar não era uma opção. Já me preparando para voltar, falei que infelizmente não tinha levado dinheiro. Fui autorizada a passar.

PLANTAÇÕES DE ARROZ VISTAS DO ALTO 


E aí veio a parte mais difícil – a subida. Chegar até o outro lado foi bem difícil, mas valeu a pena. A vista do outro lado era ainda mais bonita! Não pude chegar até o final, pois já estava quase escurecendo e ainda tinha todo o caminho de volta. Também não sei se eu daria conta. 😀

Cheguei do outro lado dos terraços de arroz já quase morrendo e tive que sentar um pouco para descansar do calor de Bali. Recuperada, voltamos à nossa motinha, onde um flanelinha nos esperava. Nem lembro se o pagamos, mas lembro que o vento provocado pela moto foi ótimo para refrescar!

A essa hora já estava quase escuro e nosso caminho de volta pelas curvas da estrada foi bem tenso. Pouquíssima iluminação e as curvas eram de quase 360º. Bem crazy! Ainda tentamos dar uma passada em um templo famoso, mas o local também não tinha muita iluminação. Como achamos que não valeria a pena pagar a entrada para não ver nada, voltamos pra “casa”.

ONDE FICAR EM UBUD PARA VISITAR TERAÇOS DE ARROZ 

Os terraços de arroz ficam afastados do centrinho de Ubud. O ideal é alugar uma scooter para explorar (ou fechar um passeio). Por isso, você pode se hospedar em Ubud no centro, perto das atrações principais. Nós ficamos por 15 dias aproveitando as belezas desse lugar.


FONTE: 

POR QUE VISITAR OS TERRAÇOS DE ARROZ DE TEGALLALANG ? 

O que era vale para plantio e colheita de arroz acabou se transformando em um dos lugares mais visitados – e fotografados – de toda a ilha de Bali! Os terraços de arroz de Tegallalang são realmente fantásticos e aqui vai a primeira dica sobre esse lugar: a experiência de visitar os terraços se torna ainda mais mágica pela manhã, quando os primeiros raios passam pelas palmeiras, e a luz difusa e suave traz vida e cor ao lugar.

Planejando a sua viagem para Bali? Este post foi feito para que você tenha as melhores informações e dicas para visitar os terraços de arroz de Tegallalang durante a sua viagem!

Vamos lá!

Entendendo os Terraços de Arroz de Tegallalang
Os terraços nem sempre foram uma atração turística. Na verdade a fama é recente, sendo que há cerca de 3 anos, a destinação deles era tão somente para plantio e colheita. Por isso não espere uma estrutura totalmente voltada para receber os visitantes durante o seu passeio.

Cada parte dos terraços é de uma família diferente. Por isso, é bem comum que durante o trajeto você se depare com lugares mais bem cuidados que outros e também lugares em que o acesso é proibido.

Para entrar nos arrozais e para acessar lugares específicos será necessário fazer um pagamento, que eles chamam de “doação“.

Outra informação importante é que como são de vários proprietários, se você estiver indo por conta própria, é bom saber que não existe uma única entrada para acessar os arrozais.

Ao chegar próximo dos Terraços de Tegallang você verá inúmeras lojinhas e cafés na beira da estrada. Ali você poderá encontrar um local para estacionar na rua mesmo ou procurar por um estacionamento particular que está do lado oposto da rua.

Em meio a essas lojinhas e cafés estão os acessos para os terraços. 

SOBRE AS DOAÇÕES
Para que você possa acessar a área dos terraços terá que pagar 10.000 IDR por pessoa (+ou- R$3,50). Este valor não é considerado como um ingresso, mas sim uma doação para que os agricultores possam arcar com os desgastes nas plantações causados pelo turismo.

Já dentro do campo, você verá que alguns dos terraços estarão fechados por cercas de bambu. Para ultrapassa-las, é necessário pagar mais uma quantia de 50.000 IDR. Para quem curte fotografar ou para quem quer conhecer melhor os terraços, considero que vale a pena pagar.

Pelo grande volume de turistas que passam nos campos diariamente, imagino que os agricultores devem ganhar um bom dinheiro!

Balanços e Lugares para Fotos
Devido à crescente popularidade, algumas atrações foram abertas nos Terraços de Tegallalang e ficaram extremamente famosas no instagram.

As plaquinhas com os dizeres “love bali“, as molduras para fotos e os gigantes balanços são alguns dos famosos pontos instagramáveis.

Lógico que uma foto ou alguns minutos de balanço também serão cobrados. Espere pagar entre 100.000 a 150.000 IDR para se balançar por cerca de 5 minutos.

Qual é o melhor horário para visitar os terraços de arroz de Tegallalang?
O melhor horário para conhecer os terraços é no período da manhã.

Quanto mais cedo, mais vazio estará o lugar. Se você quiser um pouco de tranquilidade, saiba que por volta das 10h começam a chegar vans turísticas repletas de visitantes e fica mais difícil conseguir uma foto sem que apareçam um monte de desconhecidos.

Outro motivo para que você acorde mais cedo no dia da sua visita aos terraços é que essa região é extremamente quente e úmida. Em poucos minutos de caminhada, você estará se derretendo em suor, pode apostar!

Indo mais cedo, a temperatura é mais agradável e o sol não é tão forte.

Nós realmente madrugamos para visitar os terraços. Queríamos fotografar os primeiros raios de sol iluminando o lugar e por isso chegamos lá por volta das 6:50h.

Nossa experiência em chegar bem cedo teve pontos favoráveis e também desfavoráveis.

A parte boa é que nós fomos uns dos primeiros a chegar, ou seja, tínhamos os terraços praticamente só para a gente.

A parte ruim foi que alguns lugares ainda estavam fechados e nós não pudemos acessá-los.

➳ Leia mais:  13 coisas para fazer em Uluwatu, Bali

Letreiro "I Love Bali", nos terraços de arroz de Tegallalang

FONTE:








Nenhum comentário:

Postar um comentário

A GRAFICA PERTINHO DE VOCÊ

  UMA GRÁFICA DE TIRAR O CHAPÉU!! TUDO PERTINHO DE VOCÊ. ESCOLHA SEU SERVIÇO AQUI https://ninki.com.br/cards/ninki.html O QUE FAZEMOS: SERVI...