quinta-feira, 13 de junho de 2024

JAROSITA

 


MINERAL COMUM EM SOLO MARCIANO É ENCONTRADO NAS GELEIRA DA ANTÁRTIDA


O QUE É UMA JAROSITA?

A Jarosita é um mineral frágil de sulfato hidratado de ferro e potássio, tem fórmula química K2Fe6(OH)12(SO4)4 e cor amarelo – acastanhada. Esse mineral é muito raro na Terra, pois essa substância precisa de algumas condições específicas para se formar, necessitando de água, ferro, sulfato, potássio e meio ácido. Assim, a jarosita se forma em jazimentos de sulfetos de ferro (pirita, marcassita, pirrotita) por meio da oxidação, podendo ocorrer associada com outros minerais, como: quartzo, pirita, ouro, alunita, ghoetita e entre outros. Ela também pode ser formada quando os rejeitos de mineração são expostos à chuva e ao ar. 

JAROSITA


MARTE: O PLANETA VERMELHO

Segundo a União Astronômica Internacional (AIU), responsável pela classificação dos corpos celestes, o Planeta Vermelho fica localizado a cerca de 228 milhões de quilômetros do Sol, sendo o quarto planeta do sistema solar e apresenta uma temperatura média -60°C, e recebe este nome devido à presença de minerais ferrosos em seu solo. Por apresentar temperaturas baixíssimas a possibilidade de o planeta apresentar água em seu estado líquido é inexistente. Todavia, imagens feitas pela sonda Mars Global Surveyor em 2011 evidenciaram marcas de erosão, o que sugere que já houve o escoamento de água líquida no planeta, o que é potencial para formação de minerais de ferro oxidados, como a Jarosita.


PLANETA VERMELHO


Jarosita Encontrada Em Solo Marciano

Observando as condições para a formação da Jarosita, esse mineral poderia ser facilmente formado em solo marciano, uma vez que ele apresenta expressiva quantidade de óxido de ferro. Entretanto, a confirmação de que isso aconteceu em Marte era improvável há alguns anos, já que é necessário água para sua formação para formação deste mineral. 

Graças ao avanço tecnológico e por meio das explorações espaciais, esse tipo de mineral foi identificado em Marte e observado em grandes quantidades. Essa descoberta ocorreu em 2004 pelo Rover Opportunity da NASA e gerou grandes expectativas, pois de acordo com pesquisas sobre a formação da Jarosita seria um indício de que nesse planeta já houve ou possui água.


Como os fatores para a formação dessa substância dificilmente são observados em território marciano, existem algumas hipóteses sobre a sua formação, pois não havia nenhum fenômeno semelhante dentro do Sistema Solar. Uma delas é que esse mineral surgiu pela evaporação de pequenas quantidades de água salgada e ácida. Enquanto outra explica que nos primórdios de Marte, quando ele ainda era totalmente repleto de geleiras, os elementos necessários para a formação da Jarosita estavam contidos em poeira que acumulou-se nas camadas de gelo, cristalizando este mineral. 


JAROSITA ENCONTRADA NA TERRA PODE EXPLICAR A OCORRÊNCIA EM MARTE

Durante expedições de pesquisa na Antártica, para desvendar a existência de minerais que pudessem auxiliar a respeito dos ciclos da idade do gelo, Giovanni Baccolo, geólogo da Universidade Milano – Bicocca, na Itália, juntamente com seus colegas encontraram resíduos de jarosita. Estranhas partículas de poeira foram encontradas em um núcleo de gelo do Talos Dome (Leste da Antártica) durante uma escavação de 1620 metros. Para confirmar a identificação desse mineral os cientistas utilizaram microscópios eletrônicos e mediram a absorção de raios-X.

Com a descoberta desse mineral sendo formado nessas condições em solo terrestre, é possível começar a explicar as teorias a respeito da formação da jarosita em Marte, bem como as especulações sobre a possibilidade de existir ou já ter existido fluídos aquosos em território marciano. Essa pesquisa, segundo Baccolo, tem contribuído para entender como os glaciares podem ter contribuído com a composição química de Marte. 

Essa pesquisa foi publicada em um artigo na Nature Communications, no qual Baccolo e seus colegas explicam detalhadamente as expectativas sobre a descoberta, bem como os resultados obtidos.


Mais um passo para desvendar o planeta vermelho com o mineral marciano

Esta descoberta pode ser um avanço para desvendar alguns segredos de Marte. Além de identificar a composição química e os métodos de formação que auxiliarão os pesquisadores para o conhecimento de alguns elementos e algumas características sobre o solo marciano.


Por fim, como Marte sempre foi visto como um possível planeta a ser habitado pelos seres humanos e este é um passo fundamental para descobrir mais fatores sobre o Planeta Vermelho.

Autor(a):  Walmir Peres 

Gostou do texto? Confira outros conteúdos em nosso site e conheça nossas noticias e serviços! 


FONTE:
MINAS JR









Nenhum comentário:

Postar um comentário

O QUE PLANTAR NO INVERNO

  O inverno traz consigo uma série de desafios únicos para as plantas, incluindo temperaturas mais frias, dias mais curtos e, em algumas reg...