sábado, 27 de maio de 2023

A HUMANIDADE SABENDO O QUE NUNCA SOUBE!!

 


QUEM SOMOS NÓS?

1ª Parte: De onde saímos?

Do Primeiro Mundo; o Mundo de onde, todos, somos: o Mundo Racional que é a nossa verdadeira origem; no reinado do verdadeiro DEUS. ELE a si mesmo se denomina:

O Racional Superior. Que é um Raciocínio superior a todos os raciocínios – o Raciocínio Supremo. E que é uma Energia superior a todas as energias – a Energia Suprema. Então, DEUS identificou-se.

E ao fazê-lo, deixou claro que ELE não podia se limitar a ser tão somente um ponto de vista de quem vive desconhecido de si mesmo e, de tudo o mais que existe.

A gente ousava dizer, sem sequer se conhecer: —“Deus é este; Deus é aquele.”

Ora, se eu não me conheço, como posso saber quem é Deus?


2ª Parte: Somos o Produto de dois Mundos?

Sim, do Primeiro e do Segundo.

O Primeiro Mundo – o Mundo Racional – o Mundo dos puros, limpos e perfeitos, com o seu progresso de pureza. E que, o Primeiro Mundo é a causa da existência deste Segundo Mundo; causalidade esta, básica. Posto que, antes do feito existe a causa; acarretando não haver efeito sem causa.

E olha, nele, o que o pensamento e a imaginação – produtos dele – legaram pra nós: esta grande decepção mundial, esta vida de bichos, de uns contra os outros e nos destruindo, uns aos outros. Todo esse movimento de ameaça à vida humana. E a humanidade alarmada e apavorada com os feitos do pensamento e da imaginação.

As artes produzindo desastres, destruição.


3ª Parte: Quem, nos fez Racionais?

Foi outro Racional – o Racional Superior – superior a nós. Não é estrangeiro, nem nacional. É Um só. ELE é Universal, é da verdadeira origem da Humanidade.

A origem da Humanidade é Racional.

Estamos expondo interpretações dos ensinamentos contidos nos numerosos volumes do Livro de Cultura Racional: o Livro “Universo em Desencanto”.



4ª Parte: Este Mundo que habitamos – essa deformação de origem Racional – ela surgiu de onde?
Foi do Mundo Racional, de um pedaço de sua Planície que não estava pronta para entrar em progresso. Foi ali naquela parte subdesenvolvida do Éden Racional, foi por onde entramos e começamos a progredir por conta própria. Resultado: aquela parte subdesenvolvida começou a descer e veio se distanciando e descendo sempre; até que, desligada de lá, este Mundo chegou a ficar como está.
Depois da extinção, houve então, a deformação. Passamos da extinção de Racional para se transformar e se deformar em animal de origem Racional. 
O pingo d’água que, é um óvulo seminal, foi originado da massa cósmica da Planície de vida própria que, amolecendo virou goma que, derretendo virou um líquido denso e, rarefazendo-se virou água. A água incubando na cinza da resina extraída da mesma Planície, ela veio se degenerando, até a extinção daquela degeneração.
Hoje, num óvulo seminal no formato de um pingo d’água, originado da Planície que, virou goma e depois água; nele, está uma máquina de um corpo de vida humana provisória. O princípio seminal líquido no formato de um pingo d’água, gerador da máquina de vida humana. 
Para ver que, lá em cima está o Mundo Racional e, aqui está a Deformação que teve origem Racional; porque, se existe este Segundo Mundo de origem Racional; é porque, existe a causa que, é o Mundo Racional; posto que, não existe efeito sem causa.
Todas essas revelações nos Livros de Cultura Racional.                          

5ª Parte: A solução completa da vida, como ela tem que ser?
Tem que ser definida e definitiva; por ela ser Racional. E o raciocínio é que é o dono da vida de todos que são de raça Racional; todos esses e essas que, têm o raciocínio materializado na Glândula Pineal, o raciocínio desses e dessas precisa ser desenvolvido e desmaterializado pela Energia Imunizante Racional grafada nos Livros: «Universo em Desencanto» de Cultura Racional.
O corpo de Energia Racional é ele, a causa do raciocínio.
A causa do raciocínio representa a pessoa; mas isto, enquanto não houver a extinção do raciocínio inerte na matéria corpórea de animal Racional.
A causa de a formação de, essa classe corpórea de animal Racional, a causa dela já vir formada com o raciocínio organicamente nela ligado; era porque, o corpo de Energia Racional continuava a acompanhar a evolução da matéria da classe de animal Racional.
E isso, durante todo o 3º Ciclo de vida.
E, essa causa do raciocínio é o que sempre representa a pessoa em matéria, materializada e daí, adoecida. A matéria surge de uma doença em progresso de degeneração deformativa. A pessoa – no seu 3º ciclo da vida – estava sempre ligada a esse galáctico conjunto de vida fluídica.
E a vida fluídica ficou sendo esta Galáxia de Sete Repartições decorrentes do progresso que foi levado a efeito nela – por Seres Habitantes do Mundo Racional numa parte da Planície de massa Cósmica (ou Éden) Racional. Parte esta que, ainda estava em formação Racional subdesenvolvida. E, por isto, não estava pronta para entrar em progresso. Hoje, é uma Galáctica Heptarquia.
Nela, começando a progredir por conta própria, os Racionais que assim se precipitaram pelo abuso na expansão da vontade sem limites; dali foi que principiaram a vir para esta consumada derrota, de serem a sombra do que eram e, do que foram.
E olhem só como tudo ficou depois que a Planície de massa cósmica de uma energia que era pura, limpa e perfeita, depois que ela se transformou; e vejam como ficou tudo degenerado e deformado em todos esses Seres, em todos esses corpos de vida: mineral, vegetal e animal.

6ª Parte: O que foi que terminou, no terminar a Fase do Pensamento?
Terminou o tempo de existência dos Seres que se punham como existentes dizendo:
-“Penso, logo existo”.  Afirmavam ter consciência da própria existência; mas, o principal negavam: a consciência de o porquê da existência.   -“Sou, uma existência pensante”. 
Ousavam dizê-lo, ainda que, nunca tivessem colhido – em si mesmos – o testemunho real que justificasse uma convicção básica e lógica a respeito de: o que todos são, e nem de onde vieram e, menos ainda, para onde vão.
Sob uma perspectiva cosmogônica, este já é o nosso 3º Ciclo de vida que estamos vivendo. Esta já é, portanto, a nossa 3ª Deformação em transformações. As transformações, uma preparação para nos lapidar.
O 1º Ciclo vivido foi o de corpos de Energia de vida eterna; Habitantes do nosso verdadeiro Mundo de origem – o Mundo Racional. O Mundo dos Seres Eternos; criaturas do verdadeiro DEUS e que, há uma infinidade deles, feitos de massa cósmica pura, limpa e perfeita na originalidade de cada vida.
Cada ciclo – após o 1º deles – pode ser dividido em eternidades.
Assim, o 2º Ciclo de vida, vivido por todos nós que hoje aqui estamos, foi o de Corpo Racional em transformações e a caminho da extinção do Corpo de Racional.
Quando aquele progresso chegava ao começo da sua 3ª eternidade, já estávamos todos no fim da extinção de nossos corpos em cima da mesma Planície já transformada, parte dela, em goma e outras partes, como resina deformada em cinzas.
Findava-se ali, o 2º Ciclo da vida.
Os que ficaram extintos em cima da resina geraram outros corpos, os do gênero feminino. E os que se extinguiram em cima da parte gomosa, com o tempo, formaram outros corpos, os do gênero masculino. Naquela transformação, perdemos a forma verdadeira natural de ser; porque, Racional é um Ser só. Não tem dois gêneros de corpos: masculino e feminino.
Para ver que, antes que existissem dois gêneros de corpos, era um corpo só, era a Planície Racional. Vindo assim a transformação para outros corpos de vida e, neste outro Galáctico Mundo que, naquela altura era um novo 2º Mundo que, hoje é esta Galáxia Térrea.
Eternidade é o tempo tomado em consideração no seu modo infinito, aparentemente. Cada eternidade é um tempo de duração, aparentemente infinita, dos desdobramentos da vida que veio se deformando a partir do momento em que principiamos a progredir por conta própria e, dali por diante, a vida veio se sucedendo na sua Deformação em degeneração de diferentes corpos de vida.
E assim tem sido desde que, a Deformação em degeneração teve origem.  E se somarmos todos os tempos de duração – de todas essas sucessivas eternidades pelas quais passamos – e, sob uma perspectiva cosmogônica, estamos na 21ª eternidade. Trocando em miúdos, digamos que, estamos ali pela 20ª eternidade e meia da nossa vida em toda a sua evolução cosmogônica deformada e a caminho do seu fim.
Mas, inserida na evolução cosmogônica, está a evolução – digamos assim – antropológica que, foi iniciada na 4ª eternidade cosmogênica.  E que, é este 3º ciclo da vida com a sua infinidade de desdobramentos; este ciclo do Racional com forma de animal; a chamada espécie humana como, hoje, nós somos; derivada da fórmula dos Racionais puros, limpos e perfeitos do 1º ciclo; mas que, fomos levados à extinção daquele nosso corpo Racional; o dos dois ciclos de vida, anteriores à infinidade de corpos sofredores e mortais deste 3º ciclo.

7ª Parte: Aqui decaídos em matéria, nessa espécie dos corpos humanos viemos sempre nos transformando de um, para outro corpo de vida, sucessivamente: morrendo e nascendo; morrendo e nascendo, nesta classe que, a nossa formação corpórea é a de massa condensada pela água, deformada como animal Racional, livre pensador, sofredor e mortal. 

Somente agora, estamos passando a nos conhecer Racionalmente, no decorrer desta 18ª eternidade da 3ª vida – desta vida antropológica que estamos vivendo – e que é esta vida de sofredores e mortais, morrendo e nascendo nesta classe de animais Racionais; hoje, em extinção pelo progresso da degeneração.  
A transformação gradativa dos Seres vitais, através do tempo, foi o que, no fecundar, transmitiu ao nada, a causa imediata da germinação que deu formação a um campo de vida completamente diferente do primeiro. Que antes, a Planície Racional, era massa de Energia Racional; era um Ser só.
Três Energias fecundantes básicas se juntaram nesse estado pela Força desses Três Poderes e vieram dando composição aos Seres Orgânicos desses sete Reinos no decurso de 21 eternidades cosmogônicas. E, nelas circunscritas, estão 18 eternidades sob essa outra perspectiva da vida cosmogônica – a antropológica.
E o vácuo veio ficando habitado, em seu imenso espaço, por viventes que se regem por uma hierarquia igual à dos viventes aqui da Terra, por serem deformados em categorias diferentes.
É um espaço onde existe o carbonário, esse carvoeiro sol que, é um corpo queimodontoso vibrando em curto, assemelhado a fogo; mas é diferente, é um braseiro, um aspirador magnético, esse carbonizador: gerador, criador e destruidor. Ele com o seu primitivo foco de luz fez esta carvoaria que é a origem da matéria. Ele no vir esquentando a Resina da Planície que, vinha se afastando de sua Fonte Primogênita existente lá em cima, no Mundo Racional; então, aquela Resina veio ficando empolada e depois, queimada; e, dali então, carbonizada. E depois de Carvão, virou Cinzas, dando origem à terra, ao Pó. 
No vácuo celestial existe também queimando igual a fogo, a lua que, é essa agente de efeitos magnéticos coadjuvantes, e as estrelas que por sua formação magnética também estão sempre em fogo, por serem formações magnéticas já carbonizadas; cada qual, um carbono magnético superior, oriundo da atividade solar primitiva sobre a massa cósmica da Planície Racional de vida própria que veio perdendo virtudes e formando, residualmente, esses corpos viventes do vácuo celeste.

8ª Parte: O que restou à Humanidade?
A cada uma delas todas, foi ficar olhando lá para cima de dentro de sucessivas cavernas (ou caveiras) – nesse morre e nasce, morre e nasce – tendo que assumir esse estado de “vida vivente provisória” que, é produto da força magnética; e ficar achando que a vida fosse mesmo esta: nascer, sofrer e morrer sem saber qual o crime que foi cometido, para fazer jus a esta condenação ao sofrimento e à morte.
Pois, antes do advento da Cultura Racional na Terra, nunca nos foi dado a conhecer que: matéria é gerada, formada e feita pelo desenvolvimento do magnetismo. A Natureza, hoje, está desgostosa em saber-se uma fábrica de vidas mortais em lapidação.
E, então, veio sendo transmutada, lapidada e preparada pelo desenvolvimento do pensamento elétrico e magnético; até que chegasse – nesta Fase do raciocínio em desenvolvimento – para que, depois de desenvolvido pela Cultura Racional, fiquem reunidas, no raciocínio, todas as condições suficientes e necessárias para solucionar a vida. Pois, tudo se transforma de uma vida mais atrasada para uma vida mais adiantada e mais lapidada.
Na Natureza, veio tudo se transformando para que — pelo desenvolvimento da mente — fosse abreviado o amadurecimento de todos os causadores da existência deste Mundo; para que, em suas mentes, se tornassem cientes de como tudo isto se enraizou a partir da raiz mestra da fecundação de toda esta Banda Universal inferior e, sua criação, como foi que ela se deu.

9ª Parte: Construímos este Mundo por conta própria?
Por o Mundo ser uma conseqüência de todos nós que, somos os seus próprios habitantes que sob o domínio da inconsciência, ninguém ficou conhecendo e nem sabendo quem foi que fez esta máquina de matéria, quem foi que fez esta máquina orgânica pensante.
Os arquitetos não se foram daqui; ao contrário, estão todos aqui.
Hoje, já podemos dizer com base e com lógica, o porquê de nossa existência:
—“Se existo, é porque existe o Fluido das sementes dos Sete Reinos da Vida; que, originou a formação do micróbio seminal; para que, tivesse formação este Ser Humano que sou.”.
Lendo esse Livro Racional, a Energia Racional escriturada nele, a pessoa fica ligada a ela; por, ser desenvolvida e preparada por ela. O raciocínio representa a pessoa que vinha sendo preparada há milhões de milênios para que – raciocinando – retorne à vida eterna. Este 3º Ciclo é, ele, o dia do retorno.
E agora – pela leitura de Cultura Racional – sabemos que, por meio da Imunização Racional, deixaremos de ser livres pensadores que vivem perdidos sem nada, de si mesmos nem da formação do Mundo, conhecerem.
A condição suficiente para isto, já foi preenchida pelo advento do Livro de Cultura Racional na Terra, contendo nele a Energia Imunizante Racional; a luz elucidante Racional. E a Energia Racional é a Energia de Deus.
Mas, ainda falta ser preenchida a condição necessária que é: todos fazerem por onde se conhecer nesses Livros em que a Energia Imunizante Racional está materializada em forma discursiva para o desenvolvimento do raciocínio que, é a razão da vida eterna de cada pessoa. E numa linguagem ao alcance de todos.
Portanto, ponhamos de lado essa tolice de julgar precipitadamente que, este assunto aqui postado, nos reporte algo das mesmas raízes do Encanto.
Tem havido por aí, recomendações (de não leitores) para que as pessoas ouçam as composições musicais que foram inspiradas na leitura de alguns volumes do Livro de Cultura Racional, ao invés de lerem os Livros que inspiraram a composição dessas músicas. Não lhes parece um tanto absurda tal recomendação?!

10ª Parte: E agora que, todos nós estamos preparados pela Fase do pensamento que terminou, já podemos ser recuperados pela Fase Racional?

Sim, a definida solução definitiva da vida e de tudo, solucionada está, no ponto vital da verdadeira vida que é o raciocínio – depois de ligado à Natureza Mãe e, ao Mundo Racional.
E o raciocínio, ele, é que é o ponto vital que redimi a Humanidade que lhe é correspondente. Cada Humanidade Individual dessas (e há uma infinidade delas), cada qual foi sempre a mesma aqui a nascer com diferente e sucessiva formação corpórea de Ser Humano de mente inconsciente e confusa; por ninguém se conhecer. Tudo isto está esclarecido no Livro de Cultura Racional.

11ª Parte: Então, cada Ser tem o seu Fluido?
Sim; mas, se existe vida; é porque existe a causa que deu origem à vida. Porquanto, o fluxo efluído das partículas das virtudes perdidas pelo já extinto e deformado corpo de Energia Racional, tal fluxo foi sempre o mesmo afluente seminal a dar origem a sucessivos corpos humanos de massa de matéria para a mesma pessoa; todos, de sua correspondência; foi sempre a mesma espiral criadora dos vírus da energia cósmica que deu origem ao nosso Ser.
Foi sempre esse Fluido, ele sempre foi o mesmo Fluxo dos sete afluentes do sêmen. Ficamos sendo sempre; cada qual, sendo o mesmo Ser sempre aqui a nascer; devido às sementes fluídicas, aqui enraizadas, serem sempre as mesmas sete, de cada qual de nós. Porém, nunca se tratou de reencarnação de espírito.
Espíritos existem sim; mas, não são Seres Humanos desencarnados; embora também vivam eles de experiências, como nós sempre vivemos, até aqui, artificialmente.
Médiuns sempre fomos, porque ficávamos sempre pela metade do saber.
Mas, doravante, nesta Fase da Racionalização dos Povos pelo conhecimento do Mundo de nossa Raça; e por, nós sabermos como voltar para ele; é que, esse mesmo Fluido está deixando de ser o Fluxo afluente do sêmen; e passando a ser afluente do Mundo Racional – o nosso verdadeiro Mundo de origem, de onde, num remoto passado afluiu para dar vida a este antimundo.
Portanto, todo Ser travestido de Ente Humano, cada Humanidade Racional dessa, tem a sua Individualidade verdadeira personificada no raciocínio que, é essa Energia latente existente na glândula pineal – a máquina do raciocínio.
Esse Habitante do Mundo Racional – ou, cada Humanidade dessas – é um Ser Racional causador da origem da vida do animal Racional, pensador, sofredor e mortal. Posto que, os corpos dos Habitantes do Mundo Racional são de energia de massa cósmica, pura, limpa e perfeita.
São corpos completamente diferentes desses corpos deste segundo Mundo; pois, os corpos aqui gerados e feitos, eles são feitos por uma transformação que se deformou em matéria, Energia materializada em matéria; ou, energia transformada em massa de matéria de uma infinidade de corpos deformados nesse Conjunto Elétrico e Magnético que, é a causa da vida da matéria.
Sendo que, este Segundo Mundo – o Mundo da degeneração e da deformação e das transformações de origem Racional. Este é o Mundo que nós habitamos.
Cada qual dos Habitantes do Mundo Racional que fez uso da vontade sem limites; é que, é o causador das três mecânicas desta vida deformada: da mecânica Racional, da mecânica celeste e da mecânica material.
Foi — cada qual desses mesmos Habitantes que saiu do Mundo Racional — o causador da existência desta Galáxia dos Sete Reinos Deformados; a Galáxia Térrea e as suas sete repartições: sol, lua, estrelas; água, terra, animais e vegetais.
Cada qual está materializado como máquina do raciocínio neste Ente corpóreo que é um espécimen da espécie humana, produto da categoria seminal de bicho Racional, inserido na classe de animal Racional.
Mas, isso foi depois da transformação da classe corpórea de Racional para Animal de origem Racional.
Os tempos agora são estes outros: de cada qual desenvolver em si mesmo, o dono da vida; que, é o raciocínio; para que, este possa esclarecer o porquê da vida e o que a vida é; e apresentar por fim, definida e definitivamente, a solução da vida.
Lendo o Livro de Cultura Racional, o Raciocínio se desenvolve.

Está mais do que na hora de desenvolvê-lo para buscar suas virtudes nas 7 partes do porquê de tudo, reuni-las e assim poder voltar ao seu Mundo de Origem.

Leiamos os Livros: “Universo em Desencanto”, de Cultura Racional.
Tenhamos todos: saúde e paz, pelo desenvolvimento do Raciocínio, o dono da vida que, é o ponto básico da vida eterna.

Fonte: Espaço do Valdir 
A HUMANIDADE SABENDO O QUE NUNCA SOUBE!! 

ESTE BLOG REPRESENTA A UNIÃO CONSOLIDADA DE PESSOAS 
QUE SE IMPORTAM, DIA E NOITE E, NOITE E DIA COM 
A RECUPERAÇÃO DO EQUILÍBRIO DA HUMANIDADE.

A CONTINUAÇÃO DESSES ESCLARECIMENTOS E DE OUTROS MAIS, 
ESTÃO CONTIDOS NOS LIVROS UNIVERSO EM DESENCANTO.

SOLICITE O PRIMEIRO VOLUME DA OBRA, 
E COMECE A DESENVOLVER SEU RACIOCÍNIO,  
E TER A PROTEÇÃO QUE VOCÊ PRECISA. 

"NATURAL É TUDO AQUILO QUE PODE SER, SEM PREJUÍZO DE NINGUÉM.”






Nenhum comentário:

Postar um comentário

TRANSCOMUNICAÇÃO INSTRUMENTAL

  TRANSCOMUNICAÇÃO INSTRUMENTAL: A JANELA COM O MUNDO DOS ESPIRITOS A transcomunicação instrumental ou TCI, é uma fascinante área de estudo ...