segunda-feira, 25 de dezembro de 2023

CACHORROS DE RUA

 


COMO AJUDAR OS CACHORROS DE RUA?

É impossível não se comover com a situação extremamente precária dos cachorros de rua, vítimas do abandono ou da falta de medidas concretas em relação à superpopulação das ruas. Como pessoas conscientes e amantes de animais, a primeira coisa que nos vem à mente é como ajudá-los, libertá-los de seu sofrimento diário e proporcionar-lhes condições de vida minimamente dignas. 

Entretanto, é importante que sejamos conscientes e cautelosos ao oferecer nossa ajuda, a fim de preservar tanto nossa integridade física quanto a do animal que, muito provavelmente, já estará enfraquecido. Com isto em mente, preparamos este artigo do PeritoAnimal com o objetivo de compartilhar algumas dicas úteis para ajudar os cachorros de rua de uma maneira viável e segura. Continue lendo!

MAS ANTES VEJA O VÍDEO:


O QUE SE PODE FAZER DE FORMA SIMPLES
PELOS CÃESZINHOS!!
❤️🐶🐶🐶❤️

Índice:

O que fazer se encontramos um cachorro de rua?

Como saber se um cachorro está com medo?

Como me aproximar de um cachorro de rua corretamente?

O cachorro veio para perto de mim, o que faço para ajudá-lo?

Como ajudar cachorros de rua que foram abandonados?

Como ajudar um cachorro de rua se eu não puder adotá-lo?

O que posso fazer se não puder resgatar um cachorro de rua?

Outras formas de ajudar os cachorros de rua

O que fazer se encontramos um cachorro de rua?

Um dos pontos-chave para saber como ajudar os cachorros de rua é conhecer as ações que você pode tomar quando encontrar um animal abandonado, perdido ou ferido. Logicamente, o primeiro passo é remover este cachorro (ou outro animal) de onde está e das circunstâncias prejudiciais em que ele está imerso. E é necessário agir muito cuidadosamente neste ponto, pois pegar um animal perdido implica não só em saber se aproximar, manusear e transportar corretamente, mas também assumir uma série de responsabilidades em relação ao seu bem-estar.

Portanto, nem todas as pessoas terão as condições ideais para resgatar um cachorro perdido por seus próprios meios, seja por falta de recursos ou infra-estrutura para realizar o resgate e transporte do animal, seja pela impossibilidade imposta pelo próprio cão, que não facilita seu resgate, ou seja, não permite que nos aproximemos o suficiente e possamos lidar com ele de forma segura para levá-lo conosco.

Se você está ciente de que tem os recursos necessários para realizar o resgate, te damos as boas-vindas a este artigo! Mas lembre-se que o cachorro de rua em questão provavelmente pode ficar assustado, talvez esteja fraco ou mesmo ferido, por isso é perfeitamente natural que ele possa ser cauteloso ou até mesmo tomar uma posição defensiva em relação a sua tentativa de se aproximar dele.

Portanto, a primeira coisa que você deve fazer antes de se aproximar é analisar a postura e o comportamento do cachorro que você está tentando resgatar. Conhecendo alguns parâmetros básicos da linguagem corporal canina, você será capaz de perceber facilmente os sinais de medo em cães e as características típicas de uma atitude defensiva, associadas à agressão ao medo. Vamos explicar mais a seguir.

- Como ajudar os cachorros de rua?
- O que fazer se encontramos um cachorro de rua?

Como saber se um cachorro está com medo?

Resumimos abaixo os sinais mais óbvios que nos mostram que um cachorro está com medo, o que faz com que ele possa reagir negativamente por se sentir ameaçado ou mesmo para afastar o indivíduo ou o estímulo que gera desconforto:

Está assustado ou com muito medo: esconde a cauda entre as pernas, as orelhas ficam colocadas para trás, lambendo os lábios e mantendo uma postura de caça.

Mostra uma atitude defensiva: seus pelos ficam eriçados, as extremidade ficam rígidas, ele mostra os dentes, rosna e emite rápidos "latidos de aviso" sem pausas.

Sinais de agressividade ofensiva: pelo eriçado, focinho enrugado, cauda para cima, dentes e pernas muito duras e rígidas. Neste caso, o latido é geralmente mais curto e mais alto, expressando claramente que uma determinada situação causa raiva, dor ou desconforto para o cachorro.

Caso o cão adote uma atitude ofensiva, além de mostrar alguns sinais de medo, você deve reconsiderar a ideia de se aproximar e contatar profissionais treinados para realizar o resgate (mais sobre como fazer isso mais tarde). 

Como me aproximar de um cachorro de rua corretamente?

Se após avaliar a postura e o comportamento do cachorro, você perceber que é possível aproximar-se dele, deve fazê-lo com calma e gradualmente, de preferência de lado e não de frente, sem fazer movimentos bruscos ou ruídos altos para não afugentá-lo ou assustá-lo. Lembre-se: você é um estranho para o cachorro e o cachorro é um estranho para você, e este é seu primeiro encontro. Portanto, você deve dar a ele a oportunidade de te conhecer e mostrar-lhe suas boas intenções antes de exigir que ele confie em você.

O ideal é que você mantenha uma distância mínima de segurança, pois você não saberá exatamente como o cachorro de rua reagirá à sua tentativa de resgate, e tente fazer com que ele venha até você de boa vontade, o que leva tempo e precisa de algum incentivo para ocorrer.

Neste sentido, você pode usar algum alimento para chamar a atenção do cachorro e criar um ambiente positivo, o que vai encorajá-lo a se sentir confiante para se aproximar de você. Uma excelente técnica é triturar o alimento em pedaços menores e espalhá-lo no chão, fazendo um "caminhozinho" que o leve até você.

Caso o cachorro se aproxime, lembre-se de não tentar tocá-lo (quanto mais agarrá-lo ou pegá-lo) de uma maneira grosseira. Também é importante que você evite olhá-lo diretamente nos olhos, pois na linguagem corporal dos cães, isso poderia ser interpretado como um "desafio".

Basta agachar-se um pouco (mantendo um pouco dessa distância de segurança) e estender sua mão com a palma aberta para que o cachorro possa farejar você. Fale com ele em voz calma e diga palavras positivas para elogiar seu comportamento e deixá-lo saber que ele está seguro com você, como "muito bom", "bom menino" ou "bem feito, amigo". 

O cachorro veio para perto de mim, o que faço para ajudá-lo?

Quando o cachorro ficar mais confiante e calmo em sua presença, aproveite a oportunidade para verificar se ele possui algum pingente de identificação de cães ou mesmo uma coleira. Lembre-se de que alguns cachorros acabam nas ruas depois de se afastarem de suas casas, o que significa que é muito provável que seus tutores estejam procurando por eles. Geralmente, os cachorros perdidos estão em condições visivelmente melhores do que cachorros abandonados ou nascidos na rua; você provavelmente notará que eles parecem bem alimentados e têm o pelo bem cuidado.

Se o cachorro tiver uma etiqueta ou pingente com o número de telefone de seu(s) guardião(ões), você pode contatá-los para informá-los sobre a situação e dar-lhes a boa notícia de que você encontrou seu melhor amigo. Mas se isso não acontecer, o próximo passo seria ir a uma clínica veterinária para verificar se se trata de um cachorro abandonado com um chip de identificação. Este dispositivo conterá os detalhes básicos do tutor, assim tanto você como o veterinário poderão entrar em contato com os guardiões.

Se o cachorro não tiver uma etiqueta, pingente ou um chip de identificação, provavelmente foi abandonado ou é um cachorro de rua desde que nasceu e nunca teve um lar. O que nos leva ao próximo passo. 


Como ajudar cachorros de rua que foram abandonados?
Depois de resgatar um cachorro de rua e confirmar que ele não tem um tutor ou tutora, você pode ter vontade de adotá-lo. Esta seria uma excelente alternativa, não só porque há muitas vantagens em adotar um cachorro de rua, mas também porque os abrigos e refúgios de animais estão frequentemente lotados devido ao número muito alto de animais que são abandonados a cada ano (e a grande maioria deles são cachorros). Além disso, em algumas cidades, ainda é permitido abater animais abandonados que não são adotados dentro de um período de tempo pré-determinado.

Se tiver a possibilidade, você pode aproveitar a consulta com o veterinário que fez a leitura do chip para fazer uma avaliação geral do estado de saúde do cachorro. O importante é saber que tratamento ou cuidado é necessário para recuperar ou preservar seu bem-estar. É também uma boa oportunidade para iniciar seu plano de vacinação e desparasitação, para evitar que sua saúde e comportamento possam ser afetados por qualquer doença ou parasitas internos e externos.

No vídeo abaixo, compartilhamos as considerações mais importantes sobre as vacinas para cachorros filhotes e adultos:

Se no momento você não tem recursos financeiros para pagar todos os tratamentos preventivos ou curativos que o cachorro necessita para manter uma boa saúde, e eles podem ser muito caros dependendo do que for necessário fazer, uma boa opção é fazer uma busca na Internet, usando navegadores e redes sociais, para encontrar hospitais veterinários populares. Neste artigo listamos mais vários veterinários gratuitos ou com preços acessíveis em diferentes estados e no Distrito Federal. 


VIDEOS

CANAL PERITO ANIMAL - INSCREVA-SE

O Que Você Precisa Saber Sobre o Perito Animal

PRÓXIMA PÁGINA

CACHORROS DE RUA - PARTE 02









Nenhum comentário:

Postar um comentário

CAVALOS RAROS - PARTE 03

  CAVALO FRIESIAN O cavalo friesian, também chamado de frísio ou frisão, provavelmente uma das raças mais populares e apreciadas do mundo, é...