domingo, 13 de agosto de 2023

ACONTECE EM BELO HORIZONTE

 


O QUE FAZER EM BELO HORIZONTE?

Separamos 18 atrações que merecem sua visita em Belo Horizonte e o melhor de tudo é que a maioria são gratuitas. Então, vamos lá descobrir um pouco mais sobre os pontos turísticos de BH.

1. Praça da Liberdade

A Praça da Liberdade é uma das principais atrações de Belo Horizonte e não pode ficar de fora do seu roteiro.

Localizada numa região nobre e central da cidade, a praça é rodeada de museus e casas de cultura, trazendo excelentes opções culturais.

A praça começou a ser construída em 1895 e foi mudando de visual ao longo dos anos conforme decisão dos governantes. Art déco, moderno e pós-moderno são alguns dos estilos usados na praça e nos prédios do seu entorno, mas sua beleza vai além da arquitetura eclética ao seu redor, os jardins que ocupam boa parte da praça também chamam atenção e foram inspirados no Palácio de Versalhes.

2. Mercado Central

Ir a Belo Horizonte e não visitar o Mercado Central é inadmissível! Com 91 anos de história e tradição, o Mercado é considerado o terceiro melhor mercado do mundo e é o atrativo mais visitado da cidade, recebendo mais de 30 mil visitantes por dia.

São mais de 400 lojas onde é possível encontrar quase tudo que é produzido em Minas, desde os artesanatos, queijos, doces, temperos, aromas e sabores marcantes da cultura mineira. O destaque, no entanto, fica para a variedade de queijos e cachaças mineiras.

O Mercado também será uma boa opção para quem quer experimentar a famosa comida mineira, e se você gosta de uma cervejinha pode reunir os amigos e pedir de acompanhamento um torresminho. Mas chegue cedo, os bares costumam encher antes do horário do almoço.

Lembrando que é possível fazer uma visita guiada no mercado e para isso basta entrar em contato através do e-mail: informações@mercadocentral.com.br ou pelo telefone: (31) 3277-4691.
As visitas são realizadas por guias bilingues, de segunda a sábado, das 9h às 17h, e aos domingos e feriados, das 9h às 13h.

Mais Informações:
Endereço: Av. Augusto de Lima, 744.
Horário de funcionamento: de segunda a sábado, das 7h às 18h. Domingos e feriados, das 7h às 13h.

3. Mineirão
O Mineirão é um dos grandes templos do futebol brasileiro e mundial. Localizado na região da Pampulha, recebe jogos de futebol dos diversos campeonatos e as partidas dos rivais Atlético e Cruzeiro são as que mais agitam o estádio.


Modernizado para a Copa do Mundo de 2014, uma boa experiência em dias fora de jogos é conhecer o Museu Brasileiro do Futebol e fazer uma visita guiada, onde além de conhecer mais um pouco da história do esporte, você visita toda a estrutura do estádio, cabines de imprensa, vestiários, túneis e o gramado, para você se sentir como os grandes craques.

Os ingressos para o passeio ao museu e a visita custam R$ 20 reais a inteira e R$ 10 a meia, e os tickets são vendidos na bilheteria do MBF apenas para o dia vigente ou você pode adquirir com antecedência.

Ah, e nem só de futebol vive o Mineirão. Sua esplanada também costuma receber vários shows e festivais ao longo do ano.

4. Praça do Papa
Famosa pela sua bela vista, a Praça Israel Pinheiro é um dos principais pontos turísticos de BH. Localizada no alto da Avenida Afonso Pena, a praça recebeu o Papa João Paulo II em 1980, quando celebrou uma missa campal, e desde então o lugar passou a ser chamado carinhosamente pelos mineiros como Praça do Papa.

A Praça é um ótimo lugar para quem está com crianças ou quer apenas contemplar a cidade sentado na grama olhando para o horizonte e assistindo um belo pôr do sol.

Praça do Papa em Belo Horizonte

Aos sábados e domingos podem haver apresentações e manifestações culturais, bem como a presença de ambulantes vendendo lanches.

5. Parque e Mirante das Mangabeiras
Aproveite que você já está na Praça do Papa e suba mais um pouquinho em direção ao Parque das Mangabeiras.

Parque das Mangabeiras em Belo Horizonte

O Parque é patrimônio cultural de Belo Horizonte, projetado pelo paisagista Roberto Burle Marx, conserva em sua área de 2,4 milhões de m², 59 nascentes do Córrego da Serra, que integra a Bacia do Rio São Francisco, sendo a maior reserva ambiental de BH.

Cercado pela mata da Serra do Curral, lá você pode fazer trilhas, ver esquilos, micos e outros animais silvestres, e ainda usufruir de recantos naturais, quadras poliesportivas, pista de skate, brinquedos para as crianças e arenas para show e atividades culturais.

Além do parque, há o Mirante Mangabeiras, que é sem dúvidas uma das melhores experiências na cidade. Com uma bela vista ao pé da Serra do Curral, o mirante dá uma ampla visão do que é Belo Horizonte.

Mirante das Mangabeiras em Belo Horizonte

Ah, e o parque é acessível para pessoas com deficiências físicas e motoras. Se você precisar ainda pode pegar emprestado uma cadeira de rodas no local.

Mais Informações:
Horário de funcionamento: de terça-feira a domingo, das 8 às 17 horas
Endereços:
• Portaria Sul: Av. José do Patrocínio Pontes, 580, Bairro Mangabeiras
• Portaria Norte: Praça Cidade do Porto, 100, Bairro Serra
• Portaria Caraça: Rua Caraça, 900, Bairro Serra
Entrada é gratuita.

6. Centro Cultural Banco do Brasil de BH
O Centro Cultural Banco do Brasil está presente em várias capitais brasileiras, como São Paulo e Rio de Janeiro, e em Belo Horizonte não haveria de ser diferente.

O prédio é uma atração à parte, com uma rica arquitetura que reflete o estilo de sua época, no qual foi construído na década de 1920, o auge do desenvolvimento belorizontino.

CCBB de Belo Horizonte

Seu espaço abriga um charmoso restaurante, o Café com Letras, e exposições permanentes, intermitentes e eventuais, trazendo mostras de artes plásticas, livros, peças de teatro, cinema e música. As exposições são gratuitas, mas as atrações pagas, como shows e teatro, têm um preço bem em conta.

Aliás, se você estiver procurando o que fazer em BH numa segunda-feira, o CCBB de Belo Horizonte é uma ótima pedida, já que o centro cultural só fecha às terças, enquanto a maioria dos outros museus da cidade estão fechados nas segundas.

Mais Informações:
Endereço: Praça da Liberdade, 450
Horário de funcionamento: de quarta a segunda, das 10h às 22h.
Entrada gratuita no prédio e nas exposições.
Veja mais no Facebook do CCBB-BH.

7. Casa Fiat de Cultura
A Casa Fiat de Cultura também é uma boa para quem gosta de exposições. Com mostras que contemplam obras de arte de artistas renomados como Tarsila do Amaral, Candido Portinari, Caravaggio e de novos artistas, a Casa Fiat é um bom complemento ao Centro Cultural Banco do Brasil. Com exposições intermitentes e eventuais de qualidade, vale sempre a pena conferir a programação em suas redes sociais.

8. Memorial Minas Gerais Vale
O Memorial Minas Vale faz parte do Circuito Cultural Praça da Liberdade e traz a importância das tradições, culturas e histórias do povo mineiro exposta de forma criativa em três pavimentos.

Memorial Minas Gerais
Memorial Minas Gerais

Seu conceito traz 3 eixos fundamentais e principais em sua construção: unir a identidade do povo mineiro ao passado e ao futuro trazendo uma noção de onde pode chegar sem, no entanto, esquecer o que já foi.

Assim como a maioria dos museus do Circuito Cultural da Praça da Liberdade, também está inserido num edifício histórico tombado como patrimônio artístico e histórico mineiro, cuja construção se deu em 1897, sua entrada é gratuita e o memorial é mantido pela Vale S/A.

Mais Informações:
Endereço: Praça da Liberdade, 640
Horário de funcionamento: terça, quarta, sexta e sábado, das 10h às 17h30. Quintas, das 10h às 21h30. Domingos, das 10h às 15h30.

9. Museu das Minas e do Metal – MM Gerdau
Inaugurado em 2010 e mantido pela Gerdau num prédio do Século XIX onde funcionava a Secretaria de Educação do Estado, o famoso prédio rosa no entorno da Praça da Liberdade é lindo por fora e por dentro, onde guarda um acervo interativo relacionado à história da mineração no estado e exposições temporárias variadas.

A principal proposta desse museu é trazer ao seu visitante uma maior conscientização sobre os impactos econômicos e sociais, e o desenvolvimento que pode ser trazido pelo setor às cidades, às regiões e sobretudo às pessoas que estão envolvidas no processo.

Mais Informações:
Endereço: Praça da Liberdade, s/n
Horário de funcionamento: Terça a domingo, das 12h às18h (na última terça-feira do mês até 17h). Quintas, das 12h às 22h.
Entrada gratuita.

10. Espaço do Conhecimento UFMG
Também inaugurado em 2010, o Espaço do Conhecimento é mais uma das atrações do Circuito cultural da Praça da Liberdade, sendo uma opção para quem quer conhecer um pouco mais sobre itens científicos. Atualmente é mantido pelo governo estadual de Minas Gerais e pela UFMG com patrocínio da Unimed.

O Espaço do Conhecimento da UFMG explora desde a pré-história até o espaço, trazendo exposições que falam da evolução da nossa relação com o mundo e como compreendemos nossa existência nele.

Além das exposições permanentes e temporárias, a cereja do bolo é o planetário que fica no último andar do prédio com teto retrátil permitindo a utilização dos telescópios. Lá acontecem sessões com projeções e, em datas específicas, atividades para observação do céu.

Mais Informações:
Endereço: Praça da Liberdade, 700.
Horário de funcionamento: terça, quarta, quinta, sexta e domingo das 10h às 17h00. Sábados, das 10h às 21h.
Exposições e Terraço Astronômico: gratuitos.
Planetário: R$ 6 (inteira) e R$ 3 (meia-entrada).

11. Lagoa da Pampulha
A Pampulha dispensa apresentações né? É o principal cartão postal da cidade, seja pela Lagoa, a “igrejinha” ou a Casa do Baile, essa é uma região de BH muito conhecida.

Lagoa da Pampulha em Belo Horizonte
Lagoa da Pampulha

Caminhar ou pedalar em torno da Lagoa da Pampulha é um ótimo programa de final de semana em Belo Horizonte. Em sua orla há muitas atrações que formam o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, mas se você quer uma dica de como aproveitar bem o seu passeio, alugue uma bike no app Bike BH. Há vários pontos de coleta na orla da Pampulha e com certeza será uma boa forma de aproveitar a região.

Mas você sabia que a Lagoa da Pampulha não é exatamente uma beleza natural? Trata-se de um lago artificial com 18 km, construída entre os anos 1930 e 1940 para amortecer as enchentes nas proximidades do ribeirão Pampulha. Bom, natural ou não, a Lagoa deixou a cidade ainda mais linda!

12. Igreja São Francisco de Assis
A Igreja São Francisco de Assis, conhecida como Igrejinha da Pampulha é mais um dos projetos de Oscar Niemeyer que faz parte do complexo arquitetônico da Pampulha e passou a ser considerado Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco em 2016, um ícone de Belo Horizonte.

Igrejinha da Pampulha em Belo Horizonte

Apesar de ser mais famosa pelo estilo arquitetônico moderno e cheio de curvas, os painéis de Portinari que ficam dentro da Igreja e os jardins de Burle Marx que a rodeiam complementam essa pequena obra de arte à beira da lagoa.

Sua forma foi alvo de grandes polêmicas assim que foi construída, ficando 15 anos fechada por ser muito vanguardista aos olhos dos religiosos.

Igrejinha da Pampulha

Mais informações
Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 3000, Pampulha.
Horário de funcionamento: terça a domingo, das 8h às 17h.
Para as visitas turísticas é cobrada uma taxa de R$ 5,00, com meia-entrada assegurada aos que têm mais de 65 anos, estudantes, pessoas com deficiência ou jovens de baixa renda, com idade entre 15 e 29 anos.

13. Casa Kubitschek
Juscelino Kubitcheck foi o responsável por boa parte das construções e estruturas de Belo Horizonte, principalmente na região da Pampulha. JK mudou o rumo da capital mineira com o planejamento, paisagismo e arquitetura de seus amigos Niemeyer e Burle Marx.

Museu Casa Kubitschek em Belo Horizonte


Hoje um museu, a Casa Kubitschek, que também foi projetada por Oscar Niemeyer e tem esse nome por ter sido a casa de veraneio de Juscelino Kubitschek, conta um pouco mais da história do político que anos após ser prefeito tornou-se Presidente da República e responsável por transferir a capital nacional do Rio de Janeiro para Brasília.

Por dentro a casa é um exemplo perfeito da arquitetura modernista brasileira, com diversos móveis das décadas de 1940 a 1960 e lindos trabalhos em madeira.

Mais Informações:
Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 4188, Pampulha.
Horário de funcionamento: de terça a domingo, das 9h às 18h.
Entrada gratuita.

14. Museu de Arte da Pampulha
Projetado para ser um cassino no início da década de 1940, durante a administração de Juscelino Kubitschek, hoje esse espaço abriga o Museu de Arte da Pampulha, que foi o primeiro projeto de Oscar Niemeyer para o Conjunto Arquitetônico da Pampulha, tombado como Patrimônio Cultural da Humanidade pela Unesco.


Museu de Arte da Pampulha

O espaço é dedicado a exposições temporárias, tem paisagismo de Burle Marx e esculturas de Alfredo Ceschiatti, Zamoinski e José Pedrosa em exposição permanente. O prédio por si só já vale a visita, fora o visual da lagoa que é lindíssimo.

Mais Informações:
Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 16585 – Pampulha.
Horário de Funcionamento: terça a domingo, das 9h às 18h.
Entrada gratuita.

15. Casa do Baile
A Casa do Baile é uma das principais atrações quando se fala de design, urbanismo e arquitetura em Belo Horizonte. Mais uma obra de Niemeyer e Burle Marx que foi inaugurada no ano de 1943 e abrigava um restaurante na época de sua criação.


Casa do Baile em Belo Horizonte

Nos dias de hoje recebe exposições itinerantes e debates culturais, onde estudantes de arquitetura e design podem se abastecer de muitas referências no local.

16. Parque de Diversões Guanabara
Para quem gosta de diversões e/ou está viajando com crianças, o Parque Guanabara é uma boa atração. Um parque de diversões com preço acessível e várias opções de brinquedos, localizado no entorno da Lagoa da Pampulha.

A entrada no parque é gratuita em dias úteis. Nos finais de semana e feriados é cobrada uma taxa de R$ 2,50. Estando lá você terá que adquirir o cartão eletrônico do parque (R$ 2,50) e carregá-lo com créditos para usar nos brinquedos. Os preços dos brinquedos variam entre R$ 4,75 a R$ 9,00.

Mais Informações:
Endereço: Avenida Otacílio Negrão de Lima, 3333
Horário de funcionamento: varia conforme o mês, confira o calendário do parque clicando aqui.

17. Feira Hippie de BH
Quem gosta de fazer compras e quer conhecer uma das maiores feiras a céu aberto da América Latina não pode deixar de ir à Feira Hippie de BH.

Ela acontece todos os domingos, de 7h às 14h, mesmo se for feriado. Ao todo são mais de 2000 expositores dos mais diversos produtos e estilos, divididos em aproximadamente 16 setores.

Se você estiver na Savassi ou em algum outro bairro central dá pra ir de Uber ou até mesmo caminhando.

18. Igreja São José
Aproveite sua ida ao centro na Feira Hippie para visitar a Igreja de São José. Tanto sua fachada como seu interior, em estilo neomanuelino, são lindos.

Igreja São José no centro de Belo Horizonte

Estas foram nossas sugestões para você aproveitar a cidade de Belo Horizonte, essa capital que mantém certo ar interiorano, mas que é uma cidade grande com muitos lugares para você conhecer.

Tem mais dicas do que fazer em BH?
- Sim, claro que tem...

Compartilha nos comentários. Abraços e até a próxima!

Fonte:
Segue Na Viagem

Visite Também Arraial do Cabo no RJ








Nenhum comentário:

Postar um comentário

A GRAFICA PERTINHO DE VOCÊ

  UMA GRÁFICA DE TIRAR O CHAPÉU!! TUDO PERTINHO DE VOCÊ. ESCOLHA SEU SERVIÇO AQUI https://ninki.com.br/cards/ninki.html O QUE FAZEMOS: SERVI...